O Guia Definitivo do Marketing Médico pela WE Marketing Médico

Bom, eu tenho certeza que você não aprendeu sobre isso na faculdade e talvez falar de marketing médico seja tudo muito novo pra você, mas pode ter certeza que ao final desse material você irá ter noções muito boas e também aprenderá estratégias e algumas técnicas de como aplicar ações de marketing médico no seu dia a dia de forma rápida e fácil.

Essa é a minha promessa pra você.

Então, fica comigo até o final e aproveite este conteúdo!

O que é Marketing Médico?

Aqui na WE a gente entende que

Marketing Médico é o conjunto de técnicas e estratégias de Marketing, aplicados à área médica respeitando as determinação do CFM, Código de Publicidade Médica e Código de Ética Médica.

Em outros lugares a gente já viu outras definições como por exemplo:

Marketing Médico é toda e qualquer ação que você ou sua equipe realiza ao estruturar o atendimento e atender ao seu paciente. Inclui a etapa de captação, atendimento e pós-atendimento.

Uma outra definição que a gente gosta bastante é que Marketing Médico é um conjunto de ações que ajudam a melhorar a percepção das pessoas sobre o seu trabalho, conquistar um maior volume de pacientes e, consequentemente, aumentar o faturamento.

Bom, com estas 3 definições deu pra ter uma ideia geral do que é Marketing Médico, não é mesmo? Agora que você já sabe o que é marketing médico é importante também entender a importância do marketing médico.

A importância do marketing médico (sem blá blá blá)

Não é porque a gente trabalha com marketing médico mas o nosso ponto de vista é que, se você é médico, fazer marketing é tão importante quanto atender pacientes ou participar de congressos, simpósios, fellows e outras formações. Afinal, não adianta muito você ser um excelente médico ou médica, com uma formação espetacular se ninguém souber disso.

Imagine só: você estudou durante 6 anos na faculdade, depois fez pelo menos mais 2 anos de residência (podendo chegar a 5 anos) para só então começar a atender no seu consultório como especialista. É provável que nesse tempo também tenha feito inúmeros plantões durante a semana, de madrugada e também aos finais de semana e feriados. Só nesta conta rápida já foram 11 anos e alguns milhares de reais! É natural que você queira ter retorno de todo este investimento de tempo e dinheiro que fez até aqui da maneira mais rápida possível. Acontece que se as pessoas (outros médicos, médicas, profissionais da saúde e pacientes) não souberem da sua especialidade, ou se quer que você exista, este retorno será muito mais demorado. E é exatamente aí que o marketing médico pode te ajudar.

Qual a diferença entre Marketing Médico, Publicidade Médica e Propaganda Médica?

As vezes alguns médicos e médicas com quem a gente conversa têm essa dúvida: qual a diferença entre Marketing Médico, Publicidade Médica e Propaganda Médica. Bom, vamos lá que eu vou te explicar:

O que é Propaganda Médica?

Eu já começo dizendo tranquilamente que propaganda é uma das coisas que em regra você não deve fazer. Em geral, quando a gente fala de propaganda médica estamos falando de comunicação em massa como uma propaganda na televisão, rádio ou panfletagem.

Propaganda em si, normalmente tem um sentido e apelo muito mais comercial, coisas de que o médico deve ficar longe tanto por conta de determinações do CFM quando pelo próprio bom senso.

Vale a pena fazer Propaganda Médica?

Não, não vale. Acredite, você não quer ser visto com um médico ou médica que faz propaganda. Isto com certeza não irá te ajudar a construir autoridade e melhorar seu posicionamento na sociedade. Pelo contrário, a tendência de quem faz propaganda médica é atrair pacientes desqualificados e que normalmente só estarão interessados no preço. E convenhamos, não é isso que você quer, certo?

Mas Edson e se eu quiser fazer propaganda médica mesmo assim. Um colega meu fez e deu super certo pra ele!

Bom, aí só digo uma coisa: boa sorte! Talvez fazer propaganda médica seja parecido com o efeito sanfona nas dietas “perde peso rápido e depois ganha em dobro”.

O que é Publicidade Médica?

Quando a gente começa a falar de publicidade médica eu sinto que as coisas começam a melhorar. A gente sai daquela zona vermelha da propaganda médica e começa a ir pra uma zona mais cinzenta (menos pior). Tem uma definição bacana de publicidade que pode servir pra nortear essa conversa:

arte, ciência e técnica de tornar (algo ou alguém) conhecido nos seus melhores aspectos, para obter aceitação do público.

Se trouxermos esta definição para o nosso universo dá para dizer que publicidade médica é 

arte, ciência e técnica de tornar (um tratamento, procedimento, cirurgia ou um médico) conhecido nos seus melhores aspectos, para obter aceitação dos pacientes atuais e futuros.

Quais as principais diferenças entre Propaganda Médica e Publicidade Médica?

Como a gente já comentou acima a propaganda está mais ligada a algo comercial, já a publicidade pode ser comercial mas também pode ser informativa.

Vale a pena a investir em Publicidade Médica?

A resposta é talvez. Depende muito do direcionamento que vai ser dado. Se for publicidade com um tom mais comercial, não. Se for publicidade, direcionado para algo mais informativo, sim.

O que é Marketing Médico?

No comecinho deste artigo a gente falou sobre a definição de Marketing Médico mas vale reforça-la mais uma vez:

Marketing Médico é o conjunto de técnicas e estratégias de Marketing, aplicados à área médica respeitando as determinação do CFM, Código de Publicidade Médica e Código de Ética Médica.

É comum no meio dos Publicitários brincar dizendo que o marketing é o pai da publicidade e da propaganda. O principal motivo disso é que marketing médico é muito mais abrangente do que propaganda médica ou publicidade médica. Quando a gente fala de marketing médico estamos falando de todo o processo que “venda” e da relação entre o médico, clínica ou hospital com o paciente.

Qual o principal objetivo do Marketing Médico?

O principal objetivo do Marketing Médico é desenvolver ações para se chegar até o paciente ou futuro paciente, entender e satisfazer suas necessidades.

Os 4 Ps do Marketing Médico

Se no marketing tradicional os 4 Ps são produto, preço, praça e promoção no marketing médico eles são:

  1. Produto (você médico ou médica, além dos serviços que você realiza como consultas, procedimentos ou cirurgias)
  2. Preço (quanto custa uma consulta, procedimento ou cirurgia)
  3. Praça (seu consultório, clínica ou mais recentemente a internet quando falamos de telemedicina)
  4. Promoção (onde e como você vai anunciar seus produtos)

Por onde começar a fazer marketing médico?

Aqui na WE a gente sempre diz que antes de você investir em marketing médico você precisa cuidar de 2 coisas primeiro:

  • Identidade Visual
  • Site

Identidade Visual

A identidade visual começa com a criação da sua logo e o grande objetivo da sua logo é te ajudar a se diferenciar dos seus colegas e passar uma primeira impressão para seus pacientes.

Talvez você você queria que a sua logo seja “séria” ou talvez mais “moderna” ou ainda pode ser que você queira algo mais “informal”. Tudo vai depender do seu gosto e também de como você quer se posicionar no mercado.

Além disso, a criação de logo para médicos é apenas o primeiro passo quando a gente fala de identidade visual. Isso porque com a logo feita você partir para várias outras coisas:

  • cartão de visitas
  • cartão virtual
  • assinatura de email
  • papel timbrado
  • pasta
  • comunicação visual na sua clínica
  • prontuário (seja ele impresso ou eletrônico)

Na parte digital a logo dá um grande direcionamento para todas as peças que serão trabalhadas, desde como será o seu site, os vídeos que você irá fazer, as publicações nas redes sociais e mais uma infinidade de coisas.

Então, resumindo: a criação de logo e identidade visual é o primeiro passo que você deve dar quando começar a pensar em investir em marketing médico.

Site

Poxa Edson, mas nós já estamos em 2021, será que eu ainda preciso de um site?

Bom, se você está lendo isso, provavelmente você está lendo no site aqui da WE Marketing Médico. E é bem possível inclusive que você tenha encontrado a gente pelo Google (que eu considero o maior indicador de pacientes para os médicos). Talvez seja possível que você tenha vindo de algum link nas redes sociais. Oras, o fato é que você está aqui e esse mesmo cenário poderia estar acontecendo com um paciente que te encontrou na internet.

Depois de criar sua logo e identidade visual o segundo passo que eu sugiro você dar na caminhada do marketing médico é criar seu site. Eu normalmente comento que seu site é sue porto seguro na internet e é muito fácil de entender o motivo:

Se você tem mais de 30 é bem provável que você lembre do Orkut? E se você não lembra o Orkut era uma das maiores redes sociais do mundo e foi, por muito tempo, a maior do Brasil! E o que aconteceu com ele? As pessoas saíram do Orkut e foram para o Facebook

Agora, é bem provável que você não usa muito o Facebook hoje em dia (eu particularmente ainda uso bastante na parte de grupos e em alguns casos bem específicos a gente ainda recomenda em algumas estratégias aqui na WE). Eu já vi vários médicos e médicas com páginas muito grandes no Facebook (20 mil, 50 mil e mais de 100 mil curtidas). Mas adianta você ser popular em uma rede que ninguém mais usa?

Aqui na WE, já tem uns anos, a gente observa que o gráfico de crescimento do Facebook é invertido, ou seja, está na verdade diminuindo. Quando a gente acompanha as páginas de alguns médicos e médicas é possível observar que o número de curtidas vai caindo ao longo do tempo. E isso não quer dizer que as pessoas estão deixando de seguir aquele médico ou médica em específico. Elas estão simplesmente saindo do Facebook.

E as pessoas estão saindo do Facebook e indo pra onde?

Para o Instagram.

Nos últimos tempos o Instagram tem sido a melhor rede social para médicos. Em geral os que tem especialidades mais voltadas para a parte estética como Dermatologia e Cirurgia Plástica tem prosperado nessa rede.

Mas adivinha só, tem uma nova rede social que está crescendo monstruosamente: TikTok.

Será que as pessoas irão sair do Instagram e ir para o TikTok?

 

Se a gente fosse colocar isso na prática seria algo mais ou menos assim:

Orkut > Facebook > Instagram > TikTok > ?

Vai surgir alguma outra coisa nova, é fato e é só questão de tempo.

 

E nesse meio tempo todo o médico que já tem um site bem organizado e bem otimizado continuou tendo bons pacientes através da internet. Por sinal, se você parar para pensar, antes de serem aplicativos o Orkut, Facebook, Instagram, TikTok são sites. A internet foi construída em torno desse conceito e não existe nem se quer algum indicador que isso deva mudar.

Um conselho rápido sobre a criação de sites para médicos

Por favor, não tente fazer seu site você mesmo: você vai perder um precioso tempo (que poderia estar sendo usado atendendo pacientes) e pode ter certeza que um profissional ou empresa “que só faz sites o dia inteiro” (força de expressão, tudo bem?) vai fazer bem melhor do que você.

Qual a diferença do Marketing Tradicional para o Marketing Médico?

A principal diferença do marketing tradicional para o Marketing Médico é que nesse segundo você não pode fazer nada que leve para o lado comercial, tudo precisa ter um perfil educativo e informativo.

E porque isso?

Porque é uma determinação do Código de Publicidade Médica, especificamente no artigo 8:

 

Art. 8º O médico pode, utilizando qualquer meio de divulgação leiga, prestar informações, dar entrevistas e publicar artigos versando sobre assuntos médicos de fins estritamente educativos.

Percebe no final do artigo a parte onde diz “de fins estritamente educativos”? Bom, esse é posicionamento que o médico tem de ter quando o assunto for Marketing Médico.

Mas adiante a gente vai falar de uma maneira mais direcionado sobre o que o médico pode e o que ele não pode fazer quando o assunto for Marketing Médico, especialmente de forma digital.

7 Vantagens do Marketing Médico

Investimento e a relação custo X benefício

Um das principais vantagens do Marketing Médico é a possibilidade de implementar estratégias que geram resultado sem um investimento muito alto, especialmente direcionando para a área digital.

Ter o melhor custo-benefício não quer dizer que seja barato. Quer dizer que seu investimento tem um melhor retorno e, como a gente já comentou antes, você consegue investir muito menos do que se comparado aos meios tradicionais.

Profissionalismo

Além disto o Marketing Médico ajuda trazer mais profissionalismo para sua clínica, consultório e hospital.

Previsibilidade

Outro ponto positivo é que o Marketing Médico ajuda a trazer previsibilidade, ou seja, você deixa de depender tanto assim dos convênios e indicação de outros pacientes e passa a contar com ações que estão dentro do seu controle. Aqui na WE existem vários médicos e médicas com quem trabalhamos que, depois de alguns meses de trabalho, o direcionamento da conversa vai mais para o lado de “Vi aqui que minha agenda está menos fluxo nas próximas semanas, vamos intensificar os anúncios” ou “Puxa, minha agenda já está cheia para o próximo mês, acho que podemos diminuir o investimento em anúncios”.

Conexão Direta com o Paciente

Outro ponto que eu gosto de destacar é que seu nome (que é a sua marca) aparece onde seus pacientes atuais e futuros estão: na internet. Justamente por isso a conexão direta com esse paciente é muito mais fácil e rápida. Se você parar para pensar um pouco no marketing tradicional, pegando especificamente exemplos rádio e televisão, o que os comerciais fazem é basicamente interromper uma programação (algo que a pessoa quer ver) e mostrar uma propaganda (algo que a pessoa não quer ver).

Você consegue de fato acompanhar os resultados

Como medir quantas pessoas viram seu outdoor e ligaram para agendar uma consulta? Ou ainda, como saber que alguém escutou na rádio e te procurou para realizar determinado paciente? Quantas pessoas viram sua propaganda na TV? Ou aquele seu anúncio na revista?

Percebe que todas as respostas para essas perguntas são subjetivas? Ou são estimativas?

Quando a gente falar de Marketing Médico Digital você consegue saber exatamente:

  • quantas pessoas foram impactadas;
  • quantas demonstraram interesse;
  • quantas agendaram uma consulta;
  • quantas realizaram um procedimento;
  • quantas fizeram uma cirurgia;

E isso são só alguns exemplos. O fato é que quando a gente falar de Marketing Médico Digital as coisas ficam bem menos subjetivas e se tornam mais objetivas.

Você consegue competir com profissionais que estão a mais tempo no mercado

Marketing Médico Digital é ótimo (e essencial) para quem está começando uma carreira, isso porque você consegue competir com outros médicos e médicas que já estão há mais tempo (talvez anos) no mercado.

Você consegue imaginar um médico em começo de carreira colocando anúncios na TV ou fazendo outdoors por toda a cidade? Isso é no mínimo inviável financeiramente.

Mas você consegue imaginar um médico em começo de carreira criando um site, fazendo anúncios no Google e movimentando suas redes sociais? Sem dúvidas! Inclusive a gente isso aqui na WE o tempo todo.

E isso nos leva ao nosso próximo tópico.

O Marketing Médico Digital é mais direcionado

E quando eu digo mais direcionado eu quero dizer que você praticamente consegue escolher para quem seus conteúdos e anúncios irão aparecer. Se você mora em uma cidade com 1 milhão de habitantes é bem provável que não são todas essas pessoas que tem potencial (incluindo aí potencial financeiro) para serem seus pacientes. Talvez o grupo de pessoas que você queira atingir seja bem menor, algo em torno de 50 mil ou 10 mil pessoas. Talvez sejam mulheres, entre 24 e 35 anos, que praticam esportes e se interessam por um estilo de vida mais saudável. No final, não seria mais interessante (e com menor custo) falar com 10 mil pessoas segmentadas do que 1 milhão de pessoas?

Cenário do Marketing Médico no Brasil

Além das mudanças relativas ao comportamento do consumidor, que sofreu grandes alterações, e das oportunidades relativas à informação e à comunicação, outras questões foram essenciais para a evolução do marketing médico.

Entre elas, é possível destacar a concorrência, que passou por um crescimento muito grande na Medicina. Atualmente, o Brasil possui o dobro de médicos em relação ao ano 2000, de acordo o estudo Demografia Médica no Brasil, realizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em parceria com o Universidade de São Paulo (USP).

Com o aumento de profissionais da área, o momento do marketing médico é de crescimento constante, visto que os profissionais após aplicarem o que lhes foi ensinado de forma técnica, passaram a adotar novas maneiras de divulgação dos seus consultórios e serviços.

As mudanças podem ser sentidas em vários setores, uma vez que atualmente, de acordo com avaliações feitas do mercado, cerca de 50% dos centros médicos já contam com o básico em termos de investimentos voltados para o marketing.

Assim, pouco mais de 20% dos médicos investe nesse setor de forma ativa e outros 20% alegam que pretendem investir mais. Por fim, apenas 10% dos profissionais afirma que não tem o desejo de investir.

Como fazer Marketing Médico

Existem diversas possibilidades de se trabalhar o Marketing Médico com diferentes técnica e estratégias, mas é possível dividi-las em alguns pontos:

  • Marketing de Conteúdo;
  • Email Marketing;
  • Redes Sociais;
  • Otimização de Conversão – CRO;
  • Marketing de Busca – SEM.

Marketing Médico para Especialidades Estéticas

Os brasileiros gostam de se dedicar aos cuidados com a beleza. De acordo com informações levantadas pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps), somente em 2015 foram realizadas 1,2 milhão de cirurgias plásticas e 1,1 milhão de procedimentos estéticos no Brasil.

Esses dados foram capazes de colocar o país em segundo lugar no ranking mundial dos maiores realizadores de intervenções cirúrgicas dessa natureza. Além disso, outro dado revelado pelo Isaps está ligado ao fato de que 250 mil estrangeiros vêm anualmente para o Brasil com o objetivo de fazer tratamentos estéticos e cirurgias plásticas.

Portanto, o marketing para médicos de especialidades estéticas, como Dermatologia e Cirurgia Plástica, é relativamente mais simples do que para as demais áreas. Isso acontece, principalmente, pelo alto volume de buscas relacionados a essas especialidades médicas e também aos procedimentos e cirurgias realizadas.

Também é possível apostar na técnica AIDA, que consiste em atrair o cliente (A) através de conteúdos informativos e educativos; despertar o seu interesse (I) disponibilizando dicas sobre o conteúdo compartilhado; explicar como o seu serviço atende aos desejos (D) do consumidor; e, por fim, realizar uma ação (A) que incentive o consumidor, que nesse caso seria um futuro paciente, a procurar pela clínica.

Dá pra fazer Marketing Médico para especialidades que NÃO SÃO estéticas?

Em razão da ampla concorrência do mercado, muitos médicos e médicas têm cogitado ampliar a sua presença online para conseguir agendar mais consultas. Entretanto, sempre surgem dúvidas a respeito da possibilidade de usar o marketing médico em especialidades que não são voltadas para a estética.

É curioso porque normalmente quando a gente pensa em Marketing Médico é quase que automático o fato de ligarmos isso a Cirurgia Plástico ou Dermatologia. Mas e as outras especialidades (que por sinal, presentam a maioria), dá pra fazer Marketing Médico para especialidades que não sejam estéticas?

Dá sim!

Aqui na WE por exemplo já trabalhamos com:

  • Cirurgia Torácica
  • Gastrenterologia
  • Pediatria
  • Urologia
  • Radiologia
  • Neurologia
  • Neurocirurgia
  • Psiquiatria
  • Cirurgia da Mão
  • Otorrinolaringologia
  • Cirurgia Vascular

E mais uma dezena de outras especialidades.

E qual a diferença de fazer Marketing Médico para uma especialidade “estética” para uma “não-estética”? 

Tudo depende do objetivo! Em alguns casos que trabalhamos o objetivo era melhorar o relacionamento com outros médicos e não necessariamente com o paciente final. Em outros o objetivo era mostrar o conhecimento técnico e formação do profissional com o objetivo de aumentar o valor da consulta. Em outros ainda o objetivo era valorizar o profissional para uma possível contratação em um hospital.

Só com esses exemplo já deu pra perceber que por vezes as redes sociais ou anúncios no Google não eram as únicas ou melhores estratégias. A gente realmente precisou quebra a cabeça para fazer chegar a mensagem certa, na hora certa para a pessoa certa.

Mais uma vez, é possível sim trabalhar estratégia de Marketing Médico para qualquer especialidade médica, só depende mesmo do objetivo.

Marketing Médico com o objetivo de impactar outros médicos e profissionais da saúde

Que o Marketing Médico pode ser (e é) interessante para um consultório ou uma clínica que gostaria de atrair novos pacientes acho que você já está convencido sobre isso. Mas e quando o seu público alvo ou fonte de pacientes são outros colegas médicos ou outros profissionais da saúde?

Nesses casos o posicionamento adotado deve ser diferente. Talvez seu Instagram deva abordar assuntos mais técnicos e demonstrar casos práticos, como fizemos com uma equipe de Cardiologistas Intervencionistas. Ou ainda, seu site deve ter uma comunicação direcionada para outros profissionais. Quem sabe você possa ainda separar os canais usando um deles para o público em geral (Instagram) e outro para profissionais (Canal no YouTube ou Podcast no Spotify).

É bem possível ainda que você tenha que extrapolar os canais digitais e pensar em ações off-line como o envio de um presente para um colega, um café com alguém que você gostaria de estreitar relacionamento ou ainda um convite para conhecer seu consultório. Uma estratégia que utilizamos aqui na WE (e que deu muito certo!) foi organizar um evento de um Ortopedista, direcionado para outros profissionais da saúde (Fisioterapeutas e Educadores Físicos).

Vale usar a criatividade! 

Marketing de Conteúdo para Médicos

Marketing de Conteúdo para Médicos é todo conteúdo (texto, vídeo, áudio etc) que é feito para educar e informar os pacientes. A ideia por trás disso é fazer com que seus pacientes, atuais e futuros, tenham você como referência e se tornem clientes (sim, pacientes também são clientes).

A ideia é que este conteúdo fale sobre as principais dúvidas dos seus pacientes e também sobre informações que você gostaria que eles soubessem.

O Marketing de Conteúdo para Médico é cada vez mais importante porque a informação está na mão do paciente:

Hoje em dia mais de 90% dos pacientes procuram na internet antes de irem ao médico, mesmo que seja um profissional indicado por outro paciente.

Muito provavelmente este paciente irá procurar informações o Google ou YouTube e lá ele pode encontrar seu site ou canal.

É possível ainda que este paciente queira saber um pouco mais sobre você, sua clínica ou hospital e vá dar uma olhada como estão suas avaliações no Google e Facebook, além de dar uma passada no seu Instagram também.

Até pra ficar mais fácil de entender, coloque-se no lugar do seu paciente. Quando vai comprar alguma coisa, contratar alguém ou algum serviço, onde você procura?

Marketing de Conteúdo para Médicos Na Prática

Vamos imaginar o seguinte…

Estou com uma dor nos olhos que está me incomodando há alguns dias. Vou lá e procuro por “dor nos olhos” e encontro estes resultados:

marketing médico

Só com esta primeira tela as possibilidades se abrem para:

  • Glaucoma;
  • Terçol;
  • Causas da dor no olho, como tratar e prevenir;
  • O que fazer para aliviar a dor nos olhos?;
  • Quais doenças causam dos nos olhos?;
  • O que pode ser dor de cabeça e dor nos olhos?;
  • Qual o remédio para dos nos olhos?;
  • 10 Doenças que podem causar dos nos olhos.

Confira um exemplo do que as pessoas mais procuram no YouTube relacionado a dor nos olhos:

marketing médico

Eu aposto que para cada busca desta existem pelo menos 10 vídeos falando sobre o assunto. Dá só uma olhada nos vídeos que aparecem somente para “dor nos olhos”:

marketing médico

Agora, pense comigo… se você é Oftalmologista o quanto seria interessante estar presente nos resultados destas buscas no Google e no YouTube?

Muito!

Especialmente se seu conteúdo for de qualidade e agregar valor para este futuro paciente. Com isto as chances dele virar seu cliente são muito maiores.

Uma vantagem muito legal do Marketing de Conteúdo para Médicos é que ele desempata qualquer disputa sua com um concorrente. Ter um bom conteúdo pode ser o diferencial para este paciente te escolher.

Edson, mas e o Instagram, Facebook, Tik Tok e WhatsApp?

Bom, eles também fazer parte do universo do Marketing de Conteúdo para Médicos mas vamos falar sobre estas redes mais pra frente quando entrarmos em Redes Sociais para Médicos.

Blog ainda funciona como estratégia de Marketing Médico?

A criação de um site para conseguir manter o conteúdo do negócio atualizado, de forma que seus pacientes consigam ter um acesso facilitado, é essencial para os profissionais da saúde que desejam executar uma boa estratégia de marketing.

Entretanto, há uma dúvida muito comum a respeito de algo que há pouco tempo atrás era a melhor forma de informar por meio da internet: os blogs. Essa ferramenta ao longo dos anos serviu como um guia para muitas pessoas, com informações pertinentes a respeito de diversos assuntos.

Nesse caso, além do site, é importante que os profissionais criem uma área de blog para que possam compartilhar alguns conhecimentos, curiosidades e detalhes a respeito da sua profissão ou até mesmo para divulgar informativos a respeito de doenças e de cuidados que devem ser tomados.

Para que haja sucesso nisso, existem algumas ferramentas muito utilizadas pelo marketing em geral. Elas ajudam a atrair pessoas para o conteúdo por meio do Google e fazem com que mais pessoas encontrem os conteúdos por meio de ferramentas de pesquisa.

Os blogs podem facilitar e muito nesse quesito, visto que os conteúdos informativos e interessantes da área médica podem ser publicados utilizando essas técnicas, de forma que mais pessoas sejam levadas até o blog e por consequência ao site do negócio.

Email Marketing para Médicos

O e-mail marketing consiste em toda a comunicação que é enviada por meio de e-mails para fins de comunicação com clientes. Assim, é possível executar campanhas de marketing médico por meio dessa ferramenta.

Email Marketing para Médicos: isso ainda funciona?

Aqui na WE nós fizemos um levantamento muito interessante e descobrimos que a taxa de abertura dos emails (quantidade de pessoas que abriram o email em comparação com o número de pessoas para quais o email foi enviado) é muito maior do que a visualização de publicações nas rede sociais. E quando eu digo muito maior estou falando algo em torno de 39% maior

Isso acontece principalmente por 2 motivos:

  1. a base de emails é sua, ou seja, é uma base pacientes e futuros pacientes que voluntariamente passaram seu endereço de email para receberem informações que você gostaria de compartilha.
  2. o alcance orgânico nas redes sociais tem diminuído drasticamente, atualmente em torno de 3% a 5%. Na prática isso quer dizer que se você tiver 10 mil seguidores você teria em torno de 300 a 500 pessoas impactadas. É um número injusto não é?

Já nas campanhas de email marketing a taxa de abertura é em torno de 20% a 45%.

Como conseguir os emails dos pacientes atuais e futuros

Entretanto, é importante destacar que atualmente muitas pessoas possuem filtros anti-spam para evitar receber comunicações de estabelecimentos ou profissionais nos quais não têm interesse, o que tende a encher as caixas de entrada e prejudicar a localização de mensagens realmente importantes.

Seguindo essa linha de pensamento, o e-mail marketing voltado para o âmbito médico deve ser praticado com pessoas que já demonstraram interesse nos serviços da clínica ou consultório. Uma boa forma de conseguir os endereços eletrônicos seria pedir para que os pacientes o email durante a consulta.

Outra maneira bastante funciona de conseguirmos o emails de futuros pacientes é usarmos iscas digitais como um eBook, Planilha, Calculadora ou qualquer outra coisa que seja do interesse do paciente. Para ter acesso o paciente só precisaria preencher um formulário com o email que mais usa.

O que enviar por email para os pacientes?

Essa ferramenta pode ser bastante funcional no sentido de fidelização. Por meio da criação de uma newsletter, que seria enviada por e-mail para os clientes, eles poderiam acompanhar a rotina do consultório e, dessa forma, manter o interesse pelos serviços oferecidos.

Além disso, a newsletter poderia ter um tom mais personalizado e mais próximo do público, se voltando para informações que fossem do interesse dele e em uma linguagem acessível, sem muitos termos técnicos.

Transacionais e/ou Automatizados

A partir daqui a gente começa a entrar em um conteúdo um pouco mais técnico mas não se preocupe porque também não é nenhum bicho de sete cabeças e além disso é essencial que você tenha essas noções gerais tanto para que você mesmo possa executar a estratégia quanto para acompanhar o profissional ou agência que você contratar.

Atualmente existem ferramentas de email marketing que permitem segmentações bastante avançadas de público, fazendo com que o marketing médico consiga ser efetivo nessa estratégia.

Além disso, a automação se tornou uma possibilidade concreta por meio dessas ferramentas. Em linhas gerais, ela pode ser descrita como qualquer contato que aconteça entre o médico e os pacientes de forma automática e tenha como objetivo relacionar o público e as ações que ele executa dentro do site da empresa.

Nesse caso, a estratégia mais eficiente é focar em e-mails que sejam direcionados para a nutrição de leads. Ou seja, no envio de conteúdos pelos quais uma determinada pessoa demonstrou interesse prévio. Isso faz com que as intenções de compra sejam potencializadas, levando os leads (possíveis pacientes) adiante no funil de vendas (caminho que o paciente percorre até realizar de fato a consulta).

Os e-mails dessa natureza, ainda que automatizados, possuem algum nível de personalização porque a resposta do software será diferente a depender do comportamento de cada cliente. Então, o conteúdo enviado sempre estará de acordo com os seus interesses.

Existem também os e-mails transacionais, que são enviados pela empresa para, como o nome sugere, fazer uma transação, seja ela o download de algum conteúdo gratuito (chamado de isca digital) ou sugerindo uma compra. Podem ser encaixados nesse caso os e-mails de promoção, por exemplo.

Vale ressaltar que as duas estratégias são válidas e efetivas, mas dependem do relacionamento prévio entre o médico e o paciente. Além isso, elas também estão condicionadas ao ponto em que os leads estão na sua jornada de compra. Enviar um e-mail de fundo de funil para um lead que ainda está no topo não vai surtir o efeito esperado.

Emails diretos

O e-mail marketing direto consiste no envio de campanhas diretamente para os clientes/pacientes em potencial e não somente com o objetivo de vendas. Ou seja, a sua função é trazer novas pessoas para o negócio, que aqui no nosso caso são as clínicas e consultórios, e não apenas fidelizar as que já conhecem a clínica.

Para a sua execução, esse formato de marketing médico demanda alguns passos:

• A criação da lista de endereços;

• O desenvolvimento de uma estratégia de e-mail direto;

• A criação de uma oferta especial;

• A venda de produtos e/ou serviços para os clientes (quando este for o foco da campanha);

Assim, é possível afirmar que o e-mail marketing direto tem como objetivo estabelecer um relacionamento com os pacientes em potencial. Além disso, ele visa acompanhar o sucesso que um determinado produto ou serviço e o recebimento de feedbacks.

Entretanto, uma estratégia dessa natureza não funcionará bem sem que a lista de endereçamento seja bem pensada. Não importa se a campanha está bem escrita ou se a oferta é atraente caso os e-mails não sejam enviados para quem poderia se interessar.

Portanto, é válido observar que comprar listas de endereçamento de outras pessoas pode matar uma estratégia de e-mail marketing. Mesmo que elas venham de médicos, isso não garante o interesse dos clientes pelos serviços que outros estabelecimentos oferecem.

Assim, as listas devem ser criadas com base na segmentação de público e no reconhecimento de quem são os clientes da empresa.

Mobile Email Marketing

O mobile email marketing é uma estratégia que está crescendo em decorrência popularidade dos smartphones. De acordo com informações da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo, atualmente existem cerca de 230 milhões de celulares ativos no Brasil.

Assim, essa estratégia pode ser definida como uma ramificação do email marketing e tem se tornado essencial por englobar também dispositivos como tablets e smartwatches.

Entre os possíveis usos do mobile marketing está o e-mail, que pode ser usado por médicos para atingir o seu público alvo de forma eficaz, visto que a comunicação será direcionada para o meio que ele mais utiliza.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Google, atualmente cerca de 40% das compras online são feitas por meio de dispositivos móveis. O levantamento em questão também revelou que grande parte dos consumidores está sempre próxima dos seus aparelhos.

Em razão do que foi destacado, as clínicas médicas podem se beneficiar bastante de voltar o seu marketing de e-mails para o mobile. Isso possibilita uma interação em tempo real com os potenciais clientes, tornando o processo mais ágil e dinâmico.

A grande sacado do Mobile Email Marketing é criar emails que sejam fáceis de ler em tablets, smartphones e smartwatches, afinal, ninguém quer ter de ficar fazendo aquele movimento de pinça aumentando ou diminuindo a tela para poder ver o email, não é mesmo?

Email Marketing e Automação de Vendas para Médicos

Hoje em dia as ferramentas de email marketing evoluíram para o que chamamos de automação de marketing e vendas. Esse é um conceito ousado, mas a ideia é que a ferramenta te ajude a capturar um possível paciente interessado, ajudá-lo a passar pelo funil do paciente (que é o caminho que a pessoa interessada irá percorrer até se tornar de fato um paciente) entregando conteúdos estratégicos na hora certa, identificar quem são as melhores oportunidades (pessoas que podem se tornar pacientes e estejam dentro do perfil desejado) e por último, guiar esse paciente para fazer o agendamento online por conta própria. Para sensacional, não é? E é mesmo!

Como escolher uma boa ferramenta para E-mail Marketing e Automação de Vendas para Médicos

Atualmente, existem várias ferramentas de e-mail marketing. Escolher a melhor depende das necessidades da clínica ou consultório, mas existem alguns pontos que podem ser levados em conta.

Portanto, o primeiro passo é determinar o tipo de marketing que a empresa pretende fazer: newsletter, e-mail direto, promoção de serviços, entre outros tipos. A partir disso, a escolha se torna condicionada a esse fator.

Mailchimp

A título de ilustração, vale citar o Mailchimp como a principal ferramenta presente no mercado atual. Trata-se de um recurso gratuito e completo, que serve para os usuários que estão dando os seus primeiros passos e também pode atender bem estabelecimentos com estratégias mais consolidadas.

O Mailchimp oferece recursos como a criação de listas personalizadas, de campanhas segmentadas e relatórios que permitem mensurar os resultados obtidos pelas estratégias de marketing médico.

LeadLovers

Esta é sem dúvidas uma das ferramentas que a gente mais gosta aqui na WE. Ela tem uma excelente relação custo benefício além de boa entregabilidade e diversas funcionalidades. O LeadLoves diz que já atenderam quase 100 mil empreendedores e enviam mais de 500 milhões de emails todos os meses.

RD Station

O RD Station também está entre as ferramentas mais populares no Brasil quando o assunto é email marketing. Eles inclusive afirma que mais de 25000 empresas utilizam ou já utilizaram a ferramenta em algum momento.

Redes Sociais para Médicos

Em razão de sua capacidade de reunir pessoas diversas, com ideias e experiências distintas, as redes sociais são um espaço excelente para o marketing médico. Em função da alta competitividade do mercado, uma boa presença online e um bom engajamento podem transformar um profissional em uma autoridade do segmento.

Assim, ele será capaz de se posicionar efetivamente nas redes sociais e conseguir destaque em relação à concorrência. Portanto, esses espaços devem ser encarados como uma ferramenta de qualidade no que se refere ao aumento de atendimentos.

Apesar disso, muitos médicos ainda têm dúvidas sobre como fazer uso das redes sociais e como a sua presença nesses espaços deve ser construída.

A princípio o processo pode parecer complexo, especialmente por causa novidade que representa para muitos profissionais, mas existem algumas estratégias que podem ser aplicadas para tornar o perfil de um médico mais visível nas redes e, assim, aumentar a divulgação do seu consultório.

Portanto, a seguir serão discutidas as formas de atuação em cada rede social para que as suas estratégias de marketing sejam eficientes.

Instagram para Médicos

Essa é a rede social queridinha dos médicos já tem um tempo. o público presente nessa rede social possui faixa etária estimada entre 25 e 34 anos. Dessa forma, uma característica bastante apreciada no Instagram é o seu dinamismo.

O Instagram foi criado em 2010 para funcionar como uma rede social de compartilhamento de fotos. Entretanto, mudou bastante ao longo dos seus 11 anos de existência, especialmente depois que foi comprado pelo Facebook.

Assim, se tornou uma das redes mais utilizadas no Brasil e qualquer médico que deseje investir em uma boa estratégia de marketing digital precisa ter uma conta neste espaço. Portanto, antes de compreender as métricas e funcionalidades do Instagram, é preciso saber como se inscrever.

Como criar uma conta no Instagram

Atualmente, é possível criar uma conta por meio do smartphone. Para tal, basta abrir a loja de aplicativos do dispositivo e fazer o download do Instagram. Ele está disponível para os principais sistemas operacionais da atualidade, o Android e o iOs.

Uma vez que o aplicativo esteja baixado, basta clicar no botão “Cadastre-se” na tela principal e digitar todas as informações solicitadas. Na sequência, é preciso digitar um endereço de e-mail.

É muito importante destacar que embora esta etapa possa ser pulada, o usuário não deve fazer isso porque ter um e-mail vinculado à conta pode ajudar em casos nos quais a recuperação se faça necessária, seja por tentativa de hack ou por perda de senha.

Caso o médico já tenha uma conta no Facebook, também é possível criar a conta do Instagram fazendo uso dela e pular essa etapa.

Então, será preciso definir um nome de usuário. Nesse caso, o médico deve optar por colocar o seu nome completo ou o nome da clínica sem fazer muitas variações que futuramente podem se tornar confusas para os pacientes e dificultar para que o perfil seja encontrado nas redes sociais.

Por meio desses passos a conta estará criada. Basta personaliza-la de acordo com as necessidades da estratégia de marketing médico e começar a disponibilizar conteúdo de valor para a audiência.

 

Acessar o Instagram pela Web ou fazer download do aplicativo?

 

O Instagram Web, quando comparado com ao mobile, é relativamente recente. A versão para navegadores surgiu a partir da compreensão de que muitas pessoas acessam as redes sociais por meio de computadores. Então, após ser vendida para o Facebook, a rede passou a contar com essa opção.

Apesar de ser uma ferramenta interessante para a rotina e por ampliar as possibilidades de acesso à rede, o Instagram Web ainda possui algumas limitações em relação ao aplicativo para smartphones. Dessa forma, a única maneira de usar a versão completa do Instagram é fazendo o download do app.

A título de comparação, é possível destacar que a versão para navegador da ferramenta não permite publicações, quer se fale a respeito de fotos ou vídeos. Com isso, o Instagram perde a sua principal função nas estratégias de marketing médico.

Portanto, diante dos pontos destacados, a versão web do Instagram não é totalmente eficaz para as estratégias de marketing médico. 

Não é incomum que muitos profissionais façam enquetes nos Stories com o objetivo de fazer com que os potenciais pacientes conversem com eles por meio das mensagens para tirar dúvidas e, então, agendar as suas consultas. Logo, não ter essa possibilidade de diálogo com o público por meio do Instagram Web é algo que faz com que ele perca muito.

Apesar disso, o seu uso pode ser interessante pra otimizar alguns aspectos, como a resposta de comentários nas publicações feitas ou conversas pelo direct. Então, aliar o uso da versão mobile e da versão para o navegador é um bom caminho, mas sempre mantendo o foco no aplicativo, que é muito mais completo.

 

Quem são os médicos mais famosos do Instagram?

 

Em razão do crescimento das redes sociais e à necessidade de estabelecer conexão com a audiência para captar mais pacientes, muitos médicos já compreenderam a necessidade de investir no marketing médico e atualmente estão presentes no Instagram de forma assídua.

Alguns, ainda, possuem um número elevado de seguidores, em grande parte conquistados por meio do compartilhamento de informações relevantes para o público, o que ajuda a ampliar a autoridade e criar a tão desejada conexão com a audiência.

Embora existam algumas especialidades médicas que se destacam mais no espaço das redes sociais, especialmente as que são voltadas para a estética, com criatividade e conteúdo de valor qualquer profissional pode incluir o Instagram nas suas estratégias e conquistar sucesso no âmbito digital.

A título de ilustração, é possível citar Dayse Caldeira, que possui 161 mil seguidores no Instagram. Especialista em Nutrologia, entre outras coisas, a médica usa o seu espaço na rede como forma de compartilhar conteúdos a respeito de uma rotina saudável. Além disso, tece alguns comentários sobre endocrinologia e metabolismo.

Com uma proposta similar no que se refere ao compartilhamento de conteúdo, é possível destacar ginecologista Érica Mantelli, cujo número de seguidores no Instagram é 885 mil. Entre as suas postagens, é possível encontrar informações relevantes para a sua audiência sobre gravidez e maternidade.

Outro ginecologista a se destacar no Instagram é Renato Kalil, que possui 104 mil seguidores e usa o seu espaço para dar dicas sobre gravidez e reprodução humana. Além disso, o médico também possui um trabalho voltado pra a questão da infertilidade que é comentado nas redes sociais por meio de excelentes dicas de medicina reprodutiva.

Provando que com criatividade é possível se destacar até mesmo dentro de um subnicho mais competitivo como o da cirurgia plástica, é possível citar Victor Sorrentino, cujo perfil é seguido por 934 mil pessoas.

Na conta do cirurgião não se vê os habituais antes e depois de procedimentos estéticos, mas sim dicas sobre vida saudável e longevidade. Além dos aspectos destacados, Sorrentino também discute mitos e verdades sobre a saúde e os hábitos cotidianos.

Optar por esse tipo de conteúdo ao invés dos já conhecidos antes e depois diferencia o profissional e se mostra uma técnica interessante para criar conexão com o público, visto que as informações oferecidas representam repostas para dúvidas pontuais dos pacientes.

Assim, os médicos destacados demonstram como uma estratégia interessante, criativa e capaz de promover a conexão pode ajudar a alavancar os negócios de uma clínica de forma significativa, além de ressaltarem a importância do marketing médico para os profissionais da atualidade.

 

Instagram business para médicos

 

O Instagram Business é uma ferramenta voltada para empresas e conta com funcionalidades interessantes para uma estratégia de marketing médico, como a possibilidade de acompanhar as métricas da rede social, que abrem a possibilidade de monitorar em tempo real a reposta do público às estratégias empregadas.

Além disso, para patrocinar postagens e fazer anúncios no Instagram é preciso ter um perfil comercial. Logo, embora as ferramentas gratuitas, como os formatos de vídeo e fotos da rede social, sejam importantes para a criação de conteúdo, uma estratégia que não envolve somente o tráfego orgânico depende do Instagram Business.

Entretanto, é importante destacar que os médicos devem ter atenção às normais impostas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) por meio da Resolução CFM n 1.974/11, presente no Manual de Publicidade Médica.

No documento fica definido que qualquer coisa usada para a divulgação de uma clínica médica é considerada publicidade e, portanto, precisa atender às regras impostas pelo Conselho. Assim, práticas bem vistas pelo Manual são a prestação de informações e a publicação de conteúdo para fins informativos.

Isso deve ser observado no uso do Instagram Business especialmente quando se fala sobre os posts patrocinados, que terão um alcance maior pela possibilidade de configurá-los no painel de acordo com o público desejado.

Além disso, como eles contarão com investimento, a rede social assegura que cheguem a um número maior de pessoas. Com a maior visibilidade, vêm as maiores responsabilidades, de modo que as práticas descritas abaixo devem ser evitadas no uso do Instagram Business:

• Fazer anúncios com uma especialidade que não é a do médico;

• Fazer anúncios relativos a aparelhos que deveriam atribuir capacidades privilegiadas ao profissional;

• Se envolver com anúncios de produtos ligados à medicina;

• Vincular o nome do médico ou da clínica a qualquer tipo de propaganda enganosa;

• Vincular o nome do médico ou da clínica a qualquer tipo de conteúdo digital que não conte com o devido rigor científico;

• Usar expressões como “o melhor”, “o mais capacitado”, “resultados garantidos” e quaisquer outras com o mesmo sentido;

• Garantir resultados aos pacientes ou aos seus familiares;

• Fazer sugestões de que o médico ou a clínica é o único capaz de resolver um determinado problema de saúde;

• Apresentar alterações do corpo humano que possam ser consideradas chocantes, enganosas ou abusivas. O uso de imagem nas redes sociais deve consistir apenas na ênfase da assistência prestada pelo médico;

• Divulgar preços, modalidades de pagamento ou eventuais descontos para estabelecer algum tipo de diferencial na qualidade do atendimento.

 

Como converter o Instagram para business

 

De acordo com alguns especialistas em marketing digital e marketing médico, os perfis pessoais do Instagram têm um engajamento orgânico superior às contas Business.

Isso acontece visto que como a plataforma sabe que o objetivo é potencializar um determinado negócio, ela não entrega os conteúdos publicados para muitas pessoas com o intuito de forçar a compra de anúncios.

Entretanto, a conversão continua sendo interessante. Dessa maneira, é preciso saber como fazer isso para dar os primeiros passos na estratégia de marketing médico. O procedimento é bastante simples e pode ser feito em pouco tempo.

Primeiramente, clique na foto de perfil no canto inferior direito. Então, no canto superior direito, clique no ícone com três traços. Um novo menu será aberto e dentro dele é preciso encontrar a aba de configurações, cujo símbolo é uma engrenagem. Posteriormente, basta clicar em conta.

Uma vez neste menu, o usuário conseguirá encontrar a opção “Mudar para perfil comercial” ou “Adicionar as Ferramentas de Negócios do Instagram”. Ambas representam a migração para o Business e não existem diferenças quanto às funcionalidades.

Após a conclusão dessa etapa, o aplicativo mostrará a frase “Bem-vindo às ferramentas de negócios do Instagram”. Nessa tela, basta clicar em “Continuar”. Então, a rede social pedirá que uma página do Facebook seja vinculada a ela e essa etapa é essencial.

Caso você ou sua clínica ainda não possuam um espaço nesta rede, o indicado é interromper o processo de migração e cria-lo. Isso se faz necessário para que os recursos disponibilizados pela empresa, especialmente no caso dos anúncios, possam ser plenamente utilizados.

Então, com a página do Facebook criada, basta retornar à interface do Instagram e preencher as informações solicitadas, como a categoria da empresa. Nesse ponto, é interessante destacar a importância de preencher corretamente as informações de contato.

Por fim, clicando em concluir a conta estará devidamente migrada para o Instagram Business.

 

Como voltar o Instagram do business para o pessoal

 

Se o Instagram Business não se mostrar vantajoso para a estratégia de marketing médico, é possível retornar ao perfil pessoal e aproveitar o maior engajamento oferecido por ele. Isso pode ser feito de maneira tão rápida quanto a adesão ao modelo de negócios.

Assim, o primeiro passo é acessar o perfil do Instagram. No canto superior direito, clique no ícone com os três traços e selecione a opção Configurações. Um novo menu se abrirá com outras opções a partir disso. Nesse menu, procure pela opção Conta.

Então, será necessário encontrar a opção “Mudar para contar pessoal” e seleciona-la. Após fazer isso, um aviso aparecerá na tela questionando se o usuário deseja reverter o Instagram Business para conta pessoal. Basta selecionar a opção “Reverter” para concluir o processo.

Uma vez que isso seja feito, o perfil será pessoal novamente e o acesso às métricas e anúncios será perdido. Não existe um limite de vezes que o usuário pode mudar o seu tipo de perfil e, portanto, é sempre possível retornar ao modelo de negócios quando isto se fizer interessante para a estratégia de marketing médico.

 

Afinal, é melhor para o médico usar o Instagram Pessoal, Instagram Business ou Instagram de Criador de Conteúdo?

 

O Instagram atualmente conta com três possíveis tipos de perfis: conta pessoal, conta para negócios e conta pra criadores de conteúdo. Assim, muitas pessoas que estão no começo da sua estratégia de marketing médico têm dúvidas sobre qual dos formatos escolher.

Primeiramente, é interessante pontuar que a rede social percebe tanto a conta para negócios quanto a de criadores de conteúdo como perfis comerciais. Desse modo, ambas podem veicular anúncios e esse é o principal diferencial em relação a um perfil pessoal.

Mas também vale pontuar que as ferramentas para monitoramento são um pouco diferentes. Nesse sentido, a função para criadores de conteúdo mostra os números relativos às interações com as postagens, bem como o alcance de cada publicação.

Além disso, essa opção também disponibiliza para os usuários o Estúdio de Criação, que pode ser acessado por meio do computador e permite o agendamento de publicações no feed e de vídeos no IGTV, algo que pode ser interessante para quem produz massivamente, mas não tem tempo para atualizar o perfil diariamente.

Também vale citar que a conta de criador de conteúdo permite escolher a categoria profissional do usuário para exibir no título do perfil e existem diversas opções diferentes. Quando se fala sobre as contas para empresas, isso é um pouco mais limitado, mas a rede social possui uma categoria que contempla os médicos, saúde/beleza.

Em termos de dados, é possível pontuar que a conta de criador de conteúdo oferece um leque maior de opções, bem como mais atualizações no que se refere às informações. Outro diferencial é o fato de que os dados ficam disponíveis por um período mais longo.

Logo, é possível elaborar as publicações de acordo com os interesses do público, garantindo um bom engajamento. A conta para negócios mostra somente as métricas dos últimos sete dias e, portanto, é um recorte mais limitado nesse sentido, mas traz todas as informações importantes.

Então, a escolha entre o Instagram Business e o Instagram de Criador de Conteúdo deve ser feita com base no que pode ajudar o médico na sua produção. Assim, ele precisa definir quais métricas e ferramentas auxiliam mais a sua clínica para fazer a escolha.

Como o CRM proíbe menções a preços e formas de pagamento, o outro recurso disponível no Instagram Business, que é voltado para vendas, não pode se fazer presente em um perfil de marketing médico, de modo que a escolha passa somente pelas questões supracitadas.

 

Instagram Analytics: métricas que os médicos deveriam acompanhar no Instagram

 

O Instagram Analytics ou Instagram Insights oferece uma série de métricas interessantes para os médicos. Entre as que devem ser acompanhadas por estes profissionais estão as informações sobre o público, que serão fundamentais para pensar as estratégias de marketing médico.

Mas a plataforma ainda oferece outros recursos. Nesse sentido, é possível ter uma visão geral da conta, quer se fale sobre as publicações no feed, no Stories ou sobre os conteúdos patrocinados. Isso pode ser feito por meio da aba “Publicações”, que oferece a possibilidade de usar filtros.

Sobre os filtros, vale citar que eles podem ser relativos a um período (entre 7 dias e 6 meses), por tipo de publicação (fotos, vídeos, carrossel, compras ou todos os citados) e tipo de interação (curtida, comentário, compartilhamento, salvamento, ganho de seguidores, entre outros).

Assim, uma vez que eles forem selecionados, as publicações aparecerão em um ranking de desempenho, mostrando quais conteúdos foram mais aceitos pelo público. Essas métricas devem ser observadas com atenção para dar direcionamento às campanhas futuras, visto que possibilitam conhecimentos mais precisos sobre as necessidades dos potenciais pacientes.

Além de se orientar pela performance das publicações, o médico ainda conta com uma aba específica para conhecer melhor seu público. Nela, informações relevantes como o crescimento nos últimos sete dias, os dados demográficos, o gênero, a faixa etária e os horários de maior atividade são disponibilizados.

Portanto, todas essas métricas devem ser olhadas com atenção para que o perfil da clínica ou médico tenha maior direcionamento nas suas publicações e seja efetivo nas estratégias para captação de novos clientes.

 

Dicas práticas de como médicos podem conquistar mais seguidores no Instagram

 

Conquistar uma audiência no Instagram pode parecer algo complexo, mas, na verdade, não conta com grandes segredos. O pilar de qualquer boa estratégia de marketing médico, especialmente quando o assunto é aumentar o número de seguidores de um perfil, é a produção de conteúdo de valor.

Esse conteúdo é o responsável por fazer com que a audiência se conecte com o médico. Portanto, ele deve ser pensado em uma linguagem simples, que atinja a persona desejada, e voltado para dúvidas correntes, pertinentes à especialidade do médico ou da clínica.

Assim, existem vários formatos que funcionam bem e trazem um bom engajamento, além de serem compartilháveis, o que amplia a audiência. Nesse sentido, destacam-se os “Mitos e verdades”, bem como as curiosidades e as listas de afazeres. Basta pensar em uma forma criativa de adaptar este conteúdo à realidade do médico.

Apesar de o conteúdo ser o pilar de qualquer estratégia e essencial para ganhar seguidores, existem outras posturas no Instagram que podem ser usadas para conquistar uma audiência ainda no começo do perfil. Entre elas, é possível destacar a frequência.

Ainda que muitos médicos não tenham tempo para atualizar com constância as suas redes sociais, para ter uma audiência fiel e atrair novos seguidores é preciso manter a constância. Isso significa aparecer com regularidade, seja por meio do feed ou dos Stories do perfil.

Durante essas aparições, é preciso aproveitar para estabelecer conexão com o público. Portanto, no caso de publicações no feed, isso consiste em responder a todos os comentários, independente de apresentarem dúvidas ou não sobre o conteúdo. Quando se fala sobre os Stories, procure responder às mensagens diretas e curtir as reações enviadas.

Ainda sobre os Stories, vale ressaltar que esse formato é mais entregue pelo Instagram quando conta com algum tipo de interação. A própria rede social disponibiliza uma série de stickers voltados para perguntas e respostas que podem ser utilizados de forma criativa e para conhecer a opinião do público sobre um determinado assunto.

Esse tipo de conhecimento ajuda na segmentação. Ou seja, possibilita que a estratégia de marketing médico identifique quem está no topo, no meio ou no fundo do funil de vendas. Como é preciso adotar posturas diferentes com cada um desses clientes, essa segmentação é essencial.

Outras formas de potencializar o crescimento de um perfil no Instagram é usar hashtags adequadas para as suas publicações, visto que elas servem para agrupar conteúdos em torno de uma mesma temática e aumentam as chances que ele apareça na aba Explorar, em que é visto por mais pessoas.

 

Como ter 2, 3, 4 ou 5 contas no Instagram ao mesmo tempo e porque isso pode ajudar os médicos

 

Atualmente, o Instagram oferece a possibilidade de ter várias contas logadas em um mesmo dispositivo. Ao todo, cada usuário pode criar até cinco perfis diferentes ao mesmo tempo com configurações distintas para cada um deles no que se refere às notificações, por exemplo.

Isso pode ser benéfico especialmente para os médicos que estão começando na rede por causa do algoritmo do Instagram. Nesse sentido, vale destacar que a rapidez é algo valorizado nesse espaço. Então, quanto mais rápido uma publicação é comentada ou curtida, maiores são as chances de que ela seja exibida para outros seguidores.

É possível afirmar que isso acontece porque o número de interações influencia diretamente na percepção do algoritmo. Assim, ele passa a tratar a postagem como relevante e a entrega para outros usuários que poderiam aproveitar o conteúdo. Quanto mais interações ela receber por parte destes, maior será o seu alcance.

O alcance é extremamente positivo para estratégias que visam o tráfego orgânico. Afinal, quanto mais pessoas chegarem até o perfil, maiores são as chances de conseguir convertê-las em pacientes, ampliando os negócios da clínica de uma forma bastante simplificada.

Então, ter mais de uma conta no Instagram pode ser benéfico para fazer com que as publicações cheguem a um número maior de pessoas. Como transitar entre as contas é bastante rápido e simples, isso é algo a se considerar para a estratégia de marketing médico.

 

Como excluir uma conta do Instagram?

 

Existem vários motivos que podem levar à exclusão de uma conta o Instagram, como questões de segurança. Esse processo é bastante simples e pode ser feito por meio do smartphone ou do computador seguindo os passos descritos a seguir.

Primeiramente, é importante ressaltar que será necessário ter um navegador instalado no dispositivo móvel. O processo de exclusão exige o acesso à página de suporte da plataforma, o que só pode ser feito por meio de um navegador.

Além disso, é válido frisar que a exclusão é uma medida definitiva. Não será possível recuperar o conteúdo compartilhado por meio da conta ou o nome de usuário uma vez que ela seja concluída. Portanto, é preciso ter certeza antes de seguir adiante.

Para aqueles que ainda não estão completamente decididos, o mais recomendado é desativar temporariamente. Porém, para quem já tomou a sua decisão, basta seguir as etapas dispostas:

• Abra o navegador do celular e digite o link: instagram.com/accounts/remove/request/permanent;

• Faça login na conta que deseja excluir;

• A rede social vai questionar os seus motivos para a exclusão. Role a lista para encontrar a opção que mais se adequa ao caso;

• Digite novamente a senha e clique no botão “Excluir”;

Após seguir os passos em questão, o usuário recebe um aviso do Instagram sobre a data que o perfil deixará de existir.

Além da possibilidade de excluir o Instagram por meio do smartphone, é possível fazer o processo pelo computador usando a versão web da plataforma. O passo a passo é bastante similar e será descrito abaixo:

• Acesse instagram.com/accounts/remove/request/permanent;

• Faça login na conta que deseja excluir;

• Procure na lista o motivo que mais se adequa à realidade;

• Confirme a senha e clique em “Excluir”;

Nesse caso, a rede social também mostrará a tela com a data de exclusão dos dados.

 

Instagram ou TikTok, qual é melhor para médicos?

 

O TikTok tem passado por um crescimento significativo nos últimos meses. Somente no último trimestre, a plataforma teve um aumento de 16% dos seus downloads segundo informações do Sensor Tower, um site voltado para a gestão de dados móveis.

Com o crescimento em questão, o aplicativo atingiu os 3 bilhões de downloads no mundo e atualmente é o primeiro a não pertencer ao Facebook que consegue alcançar os números em questão. Os demais a conseguirem o mesmo feito são o Instagram, o WhatsApp, o Messenger e o próprio Facebook.

Além do número de usuários, o TikTok tem deixado muitos especialistas em marketing médico intrigados por causa do funcionamento do seu algoritmo, sempre elogiado pela entrega de conteúdo. Por meio de uma análise do Wall Street Journal, o funcionamento da ferramenta foi detalhado, revelando os motivos pelos quais essa entrega acontece.

Assim, o estudo em questão expôs que o TikTok não considera as interações, como curtidas ou comentários, mas sim o tempo gasto pelo usuário com cada vídeo. Logo, se alguém assiste a um vídeo até o fim, automaticamente ele passará a ser recomendado para outros usuários com interesses similares.

Isso faz com que o aplicativo seja muito interessante para estratégias de marketing médico, independentemente de estarem no início ou não. Em razão do alcance, o TikTok pode ajudar a captar mais pacientes e assim como o Instagram, ele permite que um link seja inserido na bio, o que pode retirar os usuários do aplicativo pra um site, por exemplo.

Entretanto, vale destacar que por causa do formato exclusivamente voltado para vídeos curtos, o TikTok funciona no sentido de oferecer conteúdo mais superficial e não abre espaço para aprofundamento, algo que é muito importante para o marketing médico.

Assim, o mais interessante seria aliar o seu uso com o Instagram, que conta com ferramentas como o IGTV, as lives e os posts em carrossel, capazes de abrir espaço para que o médico discuta mais profundamente as temáticas propostas e, assim, construa autoridade no segmento.

 

Curso de Instagram para Médicos

 

Como parte das estratégias do marketing médico voltado para o Instagram, os profissionais de saúde podem adotar algumas medidas que farão toda a diferença no processo de crescimento das suas redes sociais.

Para entender o bom funcionamento da rede e realizar publicações de valor, que façam a diferença para captação de pacientes por meio da internet, é preciso investir em conhecimento. Por isso, a escolha de um bom curso é um diferencial para o médico.

Existem diversos cursos atualmente que são dedicados exclusivamente a ensinar os profissionais da área as melhores formas de interagir com público alvo das suas redes sociais e, por meio disso, conseguir realizar a captação de pacientes, que é o objetivo geral dessa ação.

Esses cursos visam, em geral, ensinar aos médicos as estratégias mais usadas por profissionais de sucesso nas redes sociais, aquelas que têm lhes garantido sucesso e destaque. Outros pontos valorizados são as estratégias para construir uma marca forte, que se torne de alto valor para o mercado.

Muitos profissionais entram nesse mundo sem o conhecimento necessário e acabam se perdendo diante de tantas funcionalidades e ferramentas. Assim, não conseguem se desenvolver e criar algo que realmente fique na mente das pessoas e se ligue ao serviço ofertado.

Por isso, é essencial que os médicos tenham um conhecimento mais amplo de como criar uma marca que será lembrada.

Por meio dos cursos, é possível também que os médicos aprendam as posturas que devem ser assumidas nas redes sociais porque existe uma grande diferença entre conversar com um paciente no consultório e a forma de se comunicar por meio das redes, algo que precisa ficar claro.

De modo geral, os cursos são um direcionamento muito importante para que os profissionais aprendam desde o básico às melhores estratégias para transformar o seu perfil no Instagram em uma extensão do consultório, conseguindo conquistar mais clientes.

 

Para médico nenhum passar vergonha: story ou stories?

 

Com a popularização do Instagram, muitas pessoas que usam a plataforma para divulgar os seus serviços ainda confundem a forma de se referir a uma das categorias de vídeo da rede social, principalmente quando falada no plural, após diversas publicações.

Para não cair no erro e acabar falando o que não deve, se atente a essas questões. Muitas pessoas ao usarem a ferramenta podem se atrapalhar porque ela se chama Stories e a dúvida surge na hora de publicar apenas um conteúdo por meio dela, que deveria ser pronunciado no singular.

Portanto, para não acabar errando e passando vergonha com seus seguidores, o correto a se dizer quando apenas um conteúdo for publicado na plataforma é story.

Caso você tenha compartilhado uma imagem específica e queira se referir a ela, a forma certa seria: “Confira meu story anterior para obter X informação que foi explicada nessa publicação”. Isso acontece porque, nesse caso, o comentário está se referindo a apenas um conteúdo.

Entretanto, quando a publicação é feita em uma sequência, com vários vídeos ou fotos, para divulgar serviços ou textos informativos e ao final você deseja falar com o público para que leiam o que consta nesse conteúdo, a forma de falar muda.

Assim, para se referir a uma sequência de imagens, vídeos e textos informativos publicados por meio da ferramenta, o profissional deve usar: “Confira meus stories anteriores para obter X informações que foram explicadas nessas publicações”.

Dessa forma ele estará se referindo ao conteúdo completo, com todas as páginas que foram postadas e de forma correta. Portanto, a utilização da palavra story deve ser feita no singular para se referir a apenas um conteúdo, enquanto stories se refere a uma sequência de publicações.

Por fim, ao mencionar somente a ferramenta e não a uma publicação feita por meio dela, o certo é Instagram Stories.

 

Vale a pena médicos comprarem seguidores?

 

Por meio do marketing médico os profissionais podem ter uma infinidade de estratégias que trabalham a seu favor e em busca de bons resultados, o que significa a captação de novos pacientes por meio das redes sociais. Isso seria uma resposta mais do que positiva ao investimento.

Entretanto, esse processo exige muito empenho, dedicação e aprendizado a respeito do funcionamento das redes. Desse modo, muitas pessoas acabam por acreditar que há um caminho mais curto para se conquistar um número de seguidores que não necessariamente mostra sucesso.

Isso faz com que muitos profissionais acreditem que o número de seguidores é a melhor métrica para o sucesso do seu consultório ou clínica no Instagram e essa é uma ilusão. Pensando nisso, existem algumas medidas que visam somente a obtenção de números.

Com o tempo, para conquistar números expressivos nas redes sociais, muitas marcas, empreendimentos e outros espaços passaram a adotar a compra de seguidores. Por mais que essa atitude ajude a inflar os números, isso não significa que há engajamento.

E nesse ponto é muito mais importante que se tenha um engajamento real, orgânico e que vá de encontro aos objetivos do profissional ao assumir as redes, que é a captação de novos pacientes.

A compra de seguidores não é uma boa estratégia para os que estão em busca de retorno porque os números podem estar presentes, mas não haverá uma interação com os conteúdos e nem mesmo pessoas que estão ali por que se interessam de fato pelo serviço ofertado.

Por isso, a busca deve ser sempre de forma orgânica, atraindo seguidores que se identifiquem com o que está sendo publicado e que terão interesse verdadeiro no conteúdo e nos serviços oferecidos pelo médico ou clínica.

Para o marketing médico, a compra é um erro muito visto que os seguidores ou os números, não terão interesse genuíno no que está sendo publicado e, com isso, não será gerado o engajamento necessário para que haja um crescimento da marca nas redes.

O resultado disso tudo será negativo para o empreendimento porque não haverá conversão, que é a real busca dos profissionais ao utilizar as redes sociais nas suas estratégias de marketing: atrair pessoas para os seus conteúdos para que elas busquem os seus serviços.

 

Quais as principais hashtags que os médicos devem usar no Instagram?

 

Nas redes sociais, em especial no Instagram, as hashtags são usadas de forma que as publicações cheguem a mais pessoas. Isso acontece porque elas destacam um interesse específico, o que facilita para que as pessoas busquem conteúdos relacionados a isso.

Portanto, o uso das hashtags também é uma estratégia muito importante para adotar no marketing médico. Elas garantem que os conteúdos das páginas dos profissionais sejam vistos por mais pessoas, que buscarão especificamente pelo que está sendo descrito pela hashtag utilizada.

Usar essa ferramenta de forma estratégica é de grande importância, pois a rede pode entregar a sua publicação para mais pessoas, algo que tem sido muito buscado atualmente em razão da forma pela qual os algoritmos das redes sociais têm agido.

A boa utilização das hashtags pode trazer muitos benefícios para sua página. Por isso, a seguir serão destacadas algumas estratégias para aproveitar essa funcionalidade sem cair no erro.

Primeiro, o Instagram conta com algumas particularidades em relação às hashtags. Dessa forma, antes de usar qualquer uma delas é preciso conferir se ela não foi classificada como proibida pela rede social.

Caso você utilize de uma hashtag classificada dessa forma, corre o sério risco de ter o seu conteúdo se tornando quase que invisível porque a tendência é que o Instagram passe a entregar cada vez menos o que é publicado por você por causa dessa falha.

Algumas dhashtags que são proibidas pela rede social e podem ser usadas de forma errônea em perfis médicos são: #medicina #botox #sextou #alone #overnight. Para saber se um hashtag foi banida, vá ao campo de busca e digite a palavra correspondente. Se estiver banida, aparecerá um aviso.

Levando isso em consideração, vale a pena investir na utilização das hashtags que estejam com o maior número de publicações na rede social. Isso vai aparecer no momento em que ela for digitada para o uso.

Mas, para que esta escolha seja acertada, leve em consideração alguns pontos importantes no processo:

• Não use hashtags muito longas;

• Escolha um nicho específico ligado à sua área de atuação;

• Inclua locais nas hashtags;

• Não exagere no uso de hashtags. Use entre seis e oito por publicação;

• Varie no uso. Não use sempre as mesmas;

• Faça um apanhado das hashtags usadas que se aplicam a sua área;

• Compare as hashtags usadas pela concorrência.

 

É melhor o médico ter um feed organizado ou algo mais orgânico?

 

O feed do Instagram serve como uma espécie de vitrine. Para médicos, ele será o responsável por mostrar os serviços que estão sendo oferecidos e precisa fazer isso de uma forma atrativa o suficiente para conquistar a atenção das pessoas e, quem sabe, a sua permanência.

Sendo assim, é importante que os profissionais se dediquem também a contar com um feed que tenha certa organização e que ao mesmo tempo conte com informações suficientemente atrativas, sejam elas por meio de imagens ou textos esclarecedores.

Em geral, uma publicação que conta com um maior número de imagens a respeito do assunto acaba por permanecer mais tempo na memória dos seguidores. Por isso é importante investir, mesmo que junto com textos informativos e outros recursos, em imagens chamativas.

O Instagram naturalmente é uma rede social que visa mais conteúdos visuais e é dessa forma que os seus usuários foram acostumados. Por isso, essa é uma excelente estratégia para adotar no marketing médico.

Outro ponto positivo a respeito disso, é que dá para garantir uma organização maior do feed, que pode até mesmo ser importante por outros fatores porque os seguidores podem se lembrar do conteúdo mais tarde, em outros momentos, e acabam repassando para mais pessoas.

Por isso, também é muito válido adotar essa forma de criar os conteúdos: ela garante o fácil acesso dos seguidores que queiram reler algo ou até mesmo repassar para mais pessoas.

Investir em uma boa organização do feed também requer planejamento, que será desenvolvido ao longo de todo processo do marketing médico. O uso das ferramentas de forma eficiente pode trazer muitos benefícios para o profissional.

Nesse caso, em relação ao feed, investir em carrosséis é uma forma muito interessante de desenvolver uma interação com os seus seguidores e potenciais pacientes, pois há a possibilidade de criar uma publicação que conte com uma leitura mais dinâmica e esclarecedora.

Algo que por meio das legendas pode não atingir o público da mesma forma, pela falta de apelo visual que se espera das publicações no Instagram.

Dessa forma, é muito importante investir em um feed organizado, informativo e que seja capaz não somente de atrair potenciais pacientes e seguidores para a rede, mas que faça com que estes também tenham vontade de compartilhar o conteúdo com outras pessoas.

 

Dicas, Modelos e Exemplos de Bio do Instagram para médicos

 

A bio do Instagram serve como um cartão de visitas para o profissional na rede social. Ela é a responsável por apresentar as principais informações a respeito dessa pessoa e da sua clínica logo de cara.

Por meio da bio, os seguidores logo podem conferir detalhes básicos a respeito do médico, como as suas especialidades, o endereço da clínica ou consultório onde este atende, os contatos, os horários de atendimento e outros detalhes.

A partir desse ponto, o usuário pode ou não seguir conferindo os detalhes e publicações do perfil caso se interesse pelo que foi encontrado logo de cara por meio da bio. Por isso, também vale destacar que a foto do perfil será essencial no processo para chamar a atenção.

A foto deve contar com uma identidade visual que remeta ao profissional e ao seu consultório. A identidade visual serve para que tudo em relação à clínica e ao médico seja identificado imediatamente nas suas publicações.

Um ponto interessante de se destacar é a respeito dos links que muitos profissionais disponibilizam nas suas contas.

Como atualmente muitos utilizam de várias ferramentas para marcar as suas consultas, os links podem servir para acessar sites da clínica/consultório e meios de contato por meio de aplicativos de mensagens e outros recursos.

Porém, o Instagram permite que seja colocado apenas um link na bio. Mas para conseguir adicionar todos os links necessários para contato ou para que os potenciais pacientes conheçam mais sobre os serviços, existem algumas ferramentas agregadoras.

Por meio destas, como o Linktree, por exemplo, o profissional pode adicionar todos os seus contatos e links desejados. Isso servirá como uma espécie de cardápio, por meio desse único link na bio, no qual o paciente poderá escolher o que deseja ver primeiro.

É importante usar esse espaço para destacar materiais de valor, produzidos ou não pelo profissional, como artigos, ebooks gratuitos, vídeos informativos e outros. Essa estratégia leva os pacientes para outras páginas relevantes e é um incentivo para que haja a conversão.

 

Instagram vai acabar?

 

Algumas mudanças que estão sendo feitas atualmente no Instagram têm causado repercussão entre os usuários, em especial os que usam a plataforma para divulgar os seus serviços e trabalhos, e para os que usam a ferramenta como trabalho no dia-a-dia.

A preocupação para surgiu após uma declaração feita pelo chefe do Instagram, Adam Mosseri, que destacou a respeito das transformações que a rede social passará nos próximos meses e algumas alterações já estão entrando em vigor atualmente.

A reação da maioria das pessoas foi pelo fato de que a rede, que começou se voltando para fotografias, nos últimos tempos, vem investindo muito mais em ferramentas de vídeo. As novidades que foram acrescentadas nos últimos meses também refletiram essa situação.

Assim, é possível destacar que Mosseri reforçou na sua declaração que a plataforma, a partir de agora, não será mais apenas para compartilhamento de fotos. O Instagram vai se dedicar e investir muito mais os seus esforços nas ferramentas para o compartilhamento de vídeos.

Diante da revelação e de tantas mudanças, os usuários que utilizam a plataforma como vitrine dos seus serviços se preocuparam. Isso aconteceu uma vez que as fotos, de fato, passaram a render um pouco menos de engajamento do que os vídeos feitos por meio das diversas ferramentas disponíveis, como o Reels.

A plataforma não deixará de existir. Mas, com o tempo, vai se assemelhar cada vez menos com o TikTok, visto que o objetivo da mudança é bater de frente com este aplicativo. Portanto, cabe aos usuários, aos empreendedores e Às empresas que usam o Instagram para divulgar os seus serviços se adaptar à nova realidade que está em curso.

 

Stories para Médicos

 

Os stories são publicações que têm uma duração de apenas 24 horas, mas que caíram no gosto dos usuários do Instagram rapidamente pelo seu dinamismo. Essa ferramenta é essencial para os profissionais que querem se aproximar mais dos seus seguidores e conquistar a atenção destes.

A forma de interagir comas pessoas que assistem aos vídeos produzidos para a ferramenta faz com que os profissionais consigam entender um pouco mais do que as pessoas esperam e desejam dos seus conteúdos, o que gera um engajamento orgânico muito positivo.

A utilização dos stories, se feita da forma correta, conecta as pessoas que produzem com as que assistem e o resultado disso é uma relação muito mais íntima. No caso do marketing médico, isso faz com que as pessoas, que até mesmo possuem restrições, se sintam mais confortáveis em buscar auxílio do profissional.

Mas a utilização dos stories não é somente aparecer no vídeo e gravar algum assunto comentando algo ou avisando a respeito de algo. É preciso de muito mais investimento para conquistar a simpatia do público que está assistindo. Por isso, existem algumas estratégias muito boas que podem ser aplicadas.

A criação de caixas de pergunta e enquetes é uma forma de entender o que o público quer saber ou o que deseja. As enquetes, por exemplo, são muito simples, mas são o suficiente para que o profissional entenda o que as pessoas que estão o assistindo poderiam gostar de ver no seu perfil.

É interessante que sejam feitos questionamentos mais simples, a respeito de questões de saúde, se as pessoas que o seguem possuem alguma condição de saúde específica, se seguem algum tratamento e outras curiosidades a mais.

Essas respostas podem ser usadas para que o profissional tenha um norte para seguir, criando publicações voltadas para as respostas, esclarecendo os assuntos que foram comentados e, com isso, conquistando o engajamento dos seus seguidores.

Quanto às caixinhas de pergunta, elas podem servir também para essa finalidade e às garantem as pessoas uma forma de interagir e questionar médicos especializados no assunto a respeito de algo em específico e até mesmo para que possam buscar ajuda.

Além de ser uma excelente forma de gerar engajamento, os stories podem ser transformados em publicações para o feed e também podem salvos nos destaques para que novos seguidores possam conferir posteriormente.

 

Reels para Médicos

 

Com o intuito de investir cada vez mais nas ferramentas de vídeo, o Instagram lançou o Reels. Por mais que seja algo novo na vida de muitos profissionais, já está mais do que comprovado que essa é uma das estratégias valor para conseguir atrair audiência para o seu conteúdo.

A utilização da ferramenta Reels é muito considerada ao longo do processo de criação de estratégias para o marketing médico porque além de aumentar a audiência, que vai conhecer mais os seus serviços, também fortalece e muito a autoridade do profissional nas redes.

O Instagram, por exemplo, tem o hábito de valorizar muito os seus novos recursos. E como o Reels é um dos mais novos implementados na plataforma, ele tem se tornado um grande foco para a empresa. Portanto, a entrega desse tipo de conteúdo é muito maior do que o feed em geral.

O bom uso dessa ferramenta para serviços voltados para a saúde é essencial porque tudo deve ser feito de forma ética e seguindo as normas impostas pelo CFM.

Existem meios muito simples de atrair atenção do público e conquistar engajamento utilizando a ferramenta, como investir em vídeos que contem com algum conteúdo informativo ou educativo, por exemplo.

Algumas dicas que podem ser usadas para o processo de criação de conteúdo para o Reels são:

• Invista em informativos sobre saúde, com um conteúdo de fácil entendimento e utilizando termos mais simples para que todos possam compreender. Isso garante a transmissão do conhecimento e auxilia para que o público busque uma melhoria na sua qualidade de vida;

• Crie vídeos simples esclarecendo dúvidas e perguntas constantes que são feitas aos profissionais de saúde, como mitos ou verdades a respeito de algo;

• Responda dúvidas frequentes de pacientes no seu consultório de forma educativa e esclarecedora;

• Crie conteúdos rápidos, didáticos e dinâmicos a respeito de doenças, formas de prevenção, sintomas, tratamentos e outros pontos importantes;

• Use a ferramenta para mostrar um pouco mais a respeito do dia-a-dia de um profissional de saúde, detalhes do que acontece na sua rotina e algo que possa agradar aos seus seguidores e sanar curiosidades sobre a profissão;

 

Médicos podem fazer sorteios no Instagram? Vale a pena?

 

As regras impostas pela CRM não impedem que os profissionais da saúde usem as suas redes sociais.

Algumas práticas precisam ser levadas em consideração nesse processo porque o CRM conta com um manual com todas as práticas que não podem ser executadas nesse sentido.

Entre elas, anúncios de técnicas ou métodos que não foram reconhecidos ainda pelo conselho, exposição de pacientes sem autorização prévia, divulgação de procedimentos antes e depois, propagandas de técnicas exclusivas e outros.

Se o sorteio ou promoção feito pelo profissional na rede social não contar com nenhuma dessas questões, pode ser feito sem maiores problemas, o que honestamente é difícil e por isso não recomendamos que os médicos façam ou participem de qualquer tipo de sorteio no Instagram.

 

Como o médico por ter uma conta verificada do Instagram

 

Para ter uma conta verificada no Instagram é preciso que o usuário atenda a alguns requisitos da rede social. Antes, o selo era quase que restrito a personalidades da mídia, mas passou a ser atribuído também a perfis de pessoas que desenvolvem trabalhos com a rede, por exemplo.

Sendo assim, o selo passou a ser distribuído as pessoas que são conhecidas, ou seja, figuras públicas em geral, seja qual for o nicho. As modificações vieram por causa de vários problemas com roubos de contas e outras situações desgastantes.

Diante desse cenário, o Instagram implementou novas mudanças que agora possibilitam que outros usuários tenham acesso à verificação caso preencham os requisitos para tal.

O processo parece simples, mas depende do Instagram para ter uma conclusão positiva e não tanto do usuário que faz a solicitação de verificação. Primeiro, é preciso que se preencha um formulário para que haja a verificação do perfil.

Para preencher o formulário siga os passos a seguir:

Menu > Configurações > Solicitar Verificação

Após esse processo, a plataforma vai solicitar o nome completo do usuário da conta e também será necessário enviar uma cópia de algum documento de identificação, como carteira de identidade ou CNH, por exemplo.

Por mais que o processo seja simples, enviar a solicitação para o Instagram não é uma garantia de que o pedido será atendido e a conta receberá o desejado selo azul.

Primeiro, será feita uma análise criteriosa e, em seguida, os responsáveis enviarão uma notificação recusando ou aprovando o pedido. A resposta pode ser encontrada pelo usuário na aba Notificações do aplicativo.

Mas para receber o selo, de acordo com a própria plataforma, é necessário que o usuário preencha alguns fatores essenciais. A conta precisa seguir os critérios a seguir:

• Autenticidade: representa uma pessoa real, empresa ou entidade que possui registro;

• Exclusiva: presença exclusiva da pessoa ou empresa representada;

• Completa: deve ser pública e contar com foto de perfil, biografia e pelo menos uma publicação;

• Notável: deve representar a pessoa, empresa, marca ou entidade e que seja de alguma forma relevante para o seu conteúdo.

 

Ainda vale a pena para os médicos usarem automação no Instagram?

 

Para muitos profissionais, conciliar a presença na web com os seus afazeres diários é um verdadeiro desafio, visto que muitos possuem agendas cheias e não contam com o tempo necessário para se dedicar a tudo o que deve ser feito para que o marketing médico seja positivo.

Para os médicos que em geral têm um dia cheio, a realidade é muito complicada e é difícil encontrar ocasiões nas quais eles tenham tempo e disponibilidade para publicar os seus posts nos horários exatos da rede social, visando render mais engajamento.

Portanto, muitos passaram a utilizar algumas ferramentas que garantem que tudo será feito da melhor forma, mesmo com um dia cheio. Essas são as ferramentas de automação para as redes sociais, que podem executar várias tarefas sem que seja necessário que os profissionais tenham que fazer algo.

A automação é uma boa alternativa para os que não possuem muito tempo para cuidar das suas redes de forma eficiente no dia-a-dia. Isso acontece uma vez que por meio dessas ferramentas é possível realizar diversas atividades, como as listadas a seguir:

• Agendamento de publicações e stories;

• Mensagens automáticas personalizadas para os seus seguidores;

• Analisar a sua conta de uma forma mais profunda.

Perceba que não estamos falando aqui daquelas ações automatizados um robô fica seguindo ou curtindo as suas publicações e de outros perfis.

Por isso, a utilização de uma ferramenta de automação de processos ainda é algo muito importante, principalmente para os profissionais que tem ciência de que não terão tempo o suficiente para se dedicar a todos esses afazeres nos seus cotidianos acelerados.

O resultado será uma otimização muito maior dos processos, com a garantia de que o perfil permaneça movimentado e exercendo as suas funções corretamente para atrair cada vez mais pessoas para que assim possa convertê-las em pacientes, o que é o objetivo central do marketing médico.

 

Facebook para Médicos

O Facebook é uma rede social cujo foco é o relacionamento. Atualmente, o público presente nesse ambiente digital está passando por um processo de envelhecimento e, portanto, é mais comum encontrar pessoas com mais de 55 anos de idade – sem dúvidas, um público bastante interessante para o marketing médico.

É possível destacar que a melhor forma de conquistar relevância no Facebook é a criação de uma fanpage. Por meio dela os conteúdos sobre o espaço da clínica, os serviços oferecidos e as formas de contato poderão ser divulgados com facilidade.

Além disso, os especialistas em marketing apontam para o fato de que o conteúdo presente nas fanpages possui alto potencial de viralização.

Essa característica está ligada à faixa etária do público, que tem preferência por postagens que sejam compartilháveis, diretas e que possam ser divulgadas para os seus amigos sem a necessidade de acréscimo de informações.

Logo, ter uma página do Facebook é uma excelente forma de divulgar um consultório médico e potencializar o alcance dos serviços oferecidos.

Twitter para Médicos

O Twitter possui um público bastante próximo do Instagram em termos de idade. Entretanto, as especificidades dessa rede social são completamente diferentes. Talvez, em termos de necessidade de gasto de tempo, o Twitter seja o espaço digital que mais exige do marketing médico.

Isso acontece porque enquanto no Instagram e no Facebook a frequência de posts pode ser mais baixa e um conteúdo por dia é o suficiente para manter o perfil alimentado, no Twitter existe a necessidade de posts mais constantes para que a estratégia seja eficaz.

Nessa rede social a ideia de presença é levada literalmente. Portanto, compartilhar um único tweet não será o suficiente para chamar a atenção do público. Além disso, esse espaço digital é aquele que mais exige dos negócios em termos de posicionamento.

Logo, uma clínica médica que está presente no Twitter precisa estar preparada para abordar os assuntos do momento, visto que esse dinamismo e essa característica de que tudo acontece em tempo real são os principais pontos apreciados pelo público dos microblogs.

Tik Tok para Médicos

O TikTok é uma ferramenta que vem impressionando os especialistas em marketing digital em razão do funcionamento do seu algoritmo. Assim, os conteúdos compartilhados pelo público da plataforma possuem um alcance impressionante e, por vezes, atingem pessoas que sequer seguem os seus perfis.

Em termos de público, é possível afirmar que o TikTok conta com uma presença expressiva de pessoas mais jovens, especialmente com menos de 21 anos de idade. Assim, chamar a atenção desses consumidores com serviços médicos pode esbarrar em questões éticas.

Portanto, é importante ter atenção ao Manual da Publicidade Médica antes de elaborar conteúdos voltados para uma rede que conta com uma presença tão expressiva de jovens. No caso dos profissionais da estética, por exemplo, vender procedimentos cirúrgicos pode acabar gerando uma série de conflitos para o profissional.

Entretanto, desde que os posts compartilhados no TikTok sigam as recomendações do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos (CODAME), nada impede que essa rede social seja usada como ferramenta para o marketing médico.

WhatsApp para Médicos

Embora muitas pessoas ainda associem o WhatsApp com a comunicação entre pessoas próximas, atualmente o aplicativo de mensagens tem se mostrado uma ferramenta de marketing médico por causa da criação do WhatsApp Business, uma versão direcionada para as empresas.

Vale ressaltar que o Business oferece recursos de otimização interessantes para a comunicação, aproximando consumidores e clínicas. Portanto, pode ajudar bastante na estratégia de marketing médico e potencializar o número de consultas agendadas.

Assim, as principais vantagens do WhatsApp Business são o espaço para criar um catálogo de serviços, bem como a possibilidade de enviar as novidades oferecidas diretamente para o número dos seus clientes, assegurando que eles vejam as ofertas em tempo real.

Diante dos fatos destacados, existem alguns recursos que podem ser usados para conseguir prospectar mais clientes por meio do Business.

• Crie uma lista de transmissão para enviar a mesma mensagem para várias pessoas ao mesmo tempo, otimizando o tempo e maximizando a divulgação;

• Invista na apresentação do seu perfil profissional e forneça tantos detalhes quanto forem possíveis já no primeiro contato;

• Cadastre mensagens automáticas que te ajudarão a dar detalhes, como o horário de atendimento e funcionamento;

• Organize conversas por meio das etiquetas para saber o tipo de diálogo com cada consumidor que está em contato com o seu consultório;

• Monitore o engajamento do público por meio dos dados a respeito do desempenho das mensagens.

WhatsApp é uma rede social?

Que o WhatsApp é o aplicativo número de troca de mensagens no mundo você provavelmente já sabe. Agora, será que o WhatsApp é uma rede social?

O WhatsApp pode ser sim considerado uma rede social, desde que você utilize a funcionalidade dos status.

O status funciona basicamente como os stories do Instagram: desaparecem depois de 24 horas e as pessoas conseguem interagir com o conteúdo que você publica lá. Diferente dos stories do Instagram no status do WhatsApp ainda não é possível usar stickers, caixinhas de perguntas, enquetes e outras funcionalidades. A interação acontece com você enviando uma mensagem para a pessoa que publicou o status.

Quando o WhatsApp foi criado?

Só a título de curiosidade o WhatsApp foi lançado oficialmente em fevereiro de 2009 e inicialmente era exclusivo para usuário do iPhone. Lá por janeiro de 2010 foi feito o lançamento para BlackBerry (você já teve um desses?) e por último em agosto de 2010 foi lançado para Android.

Já o WhatsApp Web foi lançado bem mais tarde: janeiro de 2015. Em maio de 2016 foi lançado o aplicativo do WhatsApp para Windows e também para o MacOS.

Porque você deveria fazer backup das suas conversas no WhatsApp e como fazer backup do WhatsApp?

Você deveria sempre ter um backup das suas conversas no WhatsApp por uma questão de segurança. É muito provável que você faça uso do WhatsApp no seu dia a dia como médico e também na clínica ou consultório. E também mais provável ainda que por ali acabem passando conversas confidenciais e/ou importantes que uma hora poderão te ajudar e por um fim ao “diz que me diz”. Inclusive eu sempre sugiro “formalizar” o que foi conversado por telefone em uma conversa escrita no WhatsApp.

Como fazer um backup do WhatsApp no Android?

Para fazer backup no Google Drive, você precisará de:

  • Uma conta do Google ativa no seu celular.
  • O app Google Play Services instalado no seu celular. Esse app é usado para atualizar apps do Google e outros apps baixados da Google Play Store.
  • Espaço livre no seu celular para criar o backup.
  • Conexão estável à internet.
Configurar backups do Google Drive
  1. Abra o WhatsApp.
  2. Toque em Mais opções > Configurações > Conversas > Backup de conversas > Fazer backup no Google Drive.
  3. Selecione uma frequência para o backup diferente de Nunca.
  4. Selecione a conta do Google na qual você deseja salvar o backup do seu histórico de conversas.
    • Caso sua conta do Google não esteja conectada, toque em Adicionar conta quando solicitado e insira seus dados para se conectar.
  5. Toque em Fazer backup via para escolher a rede que você deseja usar para fazer backups.

Observação: o uso de dados móveis para fazer backups pode gerar cobranças adicionais.

Fazer backups no Google Drive manualmente

Você também pode fazer backups manuais das suas conversas no Google Drive a qualquer momento.

  1. Abra o WhatsApp.
  2. Toque em Mais opções > Configurações > Conversas > Backup de conversas > FAZER BACKUP.
Definir configurações de backup no Google Drive

Mudar a frequência de backups no Google Drive

  1. Abra o WhatsApp.
  2. Toque em Mais opções > Configurações > Conversas > Backup de conversas > Fazer backup no Google Drive.
  3. Selecione a frequência de backups.

Mudar a conta usada para fazer backups

  1. Abra o WhatsApp.
  2. Toque em Mais opções > Configurações > Conversas > Backup de conversas > Conta do Google.
  3. Selecione a conta do Google na qual você deseja salvar o backup do seu histórico de conversas.

Observação: ao mudar a conta do Google utilizada, você perderá o acesso aos backups já salvos nessa conta.

Mudar o tipo de rede usada para fazer backups

  1. Abra o WhatsApp.
  2. Toque em Mais opções > Configurações > Conversas > Backup de conversas > Fazer backup via.
  3. Selecione o tipo de rede que você deseja usar para fazer backups.

Inclusive existe um vídeo do próprio WhatsApp ensinando a fazer todo esse procedimento.

Como fazer um backup do WhatsApp no iPhone?

Você pode fazer backup e restaurar seu histórico de conversas do WhatsApp usando o iCloud.

Observações:

  • Seu histórico de conversas do WhatsApp não é armazenado em nossos servidores.
  • Os arquivos de mídia e as mensagens salvos no backup não estarão protegidos com a criptografia de ponta a ponta do WhatsApp enquanto estiverem no iCloud.
  • Não podemos recuperar as mensagens apagadas para você.
Fazer backup no iCloud

Backup manual

Você pode fazer backup das suas conversas manualmente a qualquer momento.

Abra o WhatsApp e toque em Configurações > Conversas > Backup de conversas > Fazer backup agora.

Backup automático

Você também pode ativar os backups automáticos. Para isso, toque em Backup automático e escolha a frequência com que deseja salvar suas conversas.

Dessa forma, o backup de suas conversas e de seus arquivos de mídia será feito para sua conta do iCloud. Você pode escolher incluir ou excluir vídeos no seu backup. A conclusão do backup no iCloud pode levar algum tempo, dependendo da sua conexão à internet e do tamanho do backup.

Requisitos

  • Iniciar uma sessão com o ID Apple que você utiliza para acessar o iCloud.
  • Ter o iOS 10 ou posterior e o iCloud Drive ativado.
  • Ter espaço livre suficiente no seu iPhone e no iCloud. Você precisa ter no mínimo 2,05 vezes mais espaço disponível na sua conta do iCloud do que o tamanho real do seu backup.

Se você se preocupa com o uso de dados do seu celular, recomendamos que você faça o backup do iCloud usando apenas redes Wi-Fi.

Restaurar um backup anterior

Se você já fez um backup do seu iPhone usando o iTunes ou o iCloud, é possível que você consiga recuperar suas conversas do WhatsApp restaurando seu iPhone com um backup anterior. Para mais informações sobre como fazer backup e restaurar seu iPhone, acesse a página de Suporte da Apple.

Exportar o histórico de conversas

Se quiser salvar uma conversa, você pode enviar o histórico dessa conversa para seu e-mail.

Observação: se você está na Alemanha, pode ser necessário atualizar o WhatsApp antes de usar o recurso de exportar histórico de conversas.

  1. Abra a conversa individual ou em grupo que você deseja salvar.
  2. Toque no nome do contato ou do grupo.
  3. Toque em Exportar conversa.
  4. Selecione se deseja Anexar mídia ou enviar a conversa por e-mail Sem mídia.
  5. Abra o app Mail ou toque em Mais para mais opções.
  6. Insira seu endereço de e-mail e toque em Enviar

 

Dá pra colocar WhatsApp no telefone fixo?

Dá sim! Inclusive vários consultórios acabam utilizando essa funcionalidade. Para isso o primeiro passo é baixar a versão Business do WhatsApp. Depois disso é só seguir o passo a passo abaixo:

  1. Entre no App e leia os termos de uso e clique “Concordar e Continuar”;
  2. O App solicitará o número do seu telefone móvel. Quando isso acontecer, selecione “Usar outro número” que se encontra no final da tela;
  3. Digite o número do telefone fixo que queira usar e clique em “Ok”. Assim, o sistema enviará o código de verificação;
  4. Como o telefone fixo não recebe SMS você deve clicar no botão “Ok” e, em seguida, “Me Ligue”;
  5. Em alguns instantes o WhatsApp fará uma ligação para o seu telefone fixo e informará o código de 6 dígitos;
  6. Pronto! Basta inserir os números no App e concluir o cadastro para sua conta ser validada.

Como recuperar conversas apagadas no WhatsApp?

WhatsApp é seguro?

Mesmo hoje em dia essa ainda é uma dúvida comum de vários médicos e médicas: será que o WhatsApp é mesmo seguro?

Todas as mensagens trocadas no WhatsApp são protegidas por um protocolo de criptografia que protege as mensagens antes que elas saiam do seu aparelho. Quando você envia uma mensagem para uma pessoa ou empresa, sua mensagem é entregue de forma segura. Isso acontece tanto pela questão do protocolo de criptografia quanto pelo fato das mensagens trocadas não ficarem armazenadas nos servidores do WhatsApp, ou seja, elas são armazenadas apenas nos celulares que trocaram as mensagens.

Se você tiver curiosidade em saber um pouco mais sobre a segurança de fato do WhatsApp vale a pena dar uma lida nesse documento.

WhatsApp Web, WhatsApp para Computador ou Aplicativo no Celular?

O WhatsApp Web e o WhatsApp para Computador são extensões da conta do WhatsApp que você usa no seu celular. As mensagens que você envia e recebe são sincronizadas entre seu celular e seu computador, de modo que você possa visualizá-las em ambos os aparelhos.

Por uma questão de agilidade no dia a dia das secretárias é muito mais cômodo e rápido utilizar a versão web ou versão para computador do WhatsApp. Pense só na diferença entre digitar em um teclado de computador e no teclado do celular.

E o WhatsApp Business? O que é? Como funciona? Quais as vantagens para Médicos?

O WhatsApp Business é um app gratuito que foi desenvolvido para atender às necessidades das pequenas empresas (e aí estão uma grande parcela dos consultórios e clínicas) e está disponível para Android e iPhone. O WhatsApp Business facilita a interação com os pacientes e oferece ferramentas para automatizar, classificar e responder rapidamente a mensagens. O app também tem os mesmos recursos e o mesmo visual do WhatsApp “tradicional” que você já conhece. Você pode usá-lo para fazer tudo o que já está acostumado a fazer, desde trocar mensagens até enviar fotos e vídeos.

Alguns dos recursos disponíveis no app atualmente são:

  • Perfil comercial para exibir informações importantes, como o endereço, o e-mail e o site seu ou da sua clínica.
  • Etiquetas para organizar e encontrar facilmente suas conversas e mensagens.
  • Ferramentas de mensagem para responder rapidamente às mensagens de pacientes.
Vantagens do WhatsApp Business para Médicos

Eu particularmente recomendo bastante o uso de etiquetas nas conversas porque facilita na hora de filtrar os pacientes. Você por exemplo criar um etiqueta para identificar de onde veio o paciente “google”, “facebook”, “instagram”, “indicação” ou ainda para identificar se é um paciente de “convênio” ou “particular”. Dá também para criar etiquetas para identificar se o paciente é “primeira consulta” ou “retorno” e por aí vai. A criatividade é o limite para sua organização.

Sobre a ferramenta de mensagens ela consegue deixar previamente algumas mensagens configuradas que são ativadas quando você digita /nomedoatalho. Vamos supor por exemplo que eu crie um atalho chamado /endereço e toda vez que eu digitar isso em uma conversa no WhatsApp irá carregar automaticamente o endereço da clínica. Facilita muito, não é?

E se o meu WhatsApp ou o WhatsApp da Clínica for clonado? O que devo fazer?

Para recuperar seu WhatsApp comece entrando no aplicativo com seu número de telefone e confirme-o com o código de seis dígitos que você receberá por SMS. Saiba como confirmar seu número no Android ou iPhone.

Assim que você inserir o código de seis dígitos recebido por SMS, a pessoa que estiver usando sua conta será desconectada automaticamente.

Também pode ser necessário informar um código de confirmação em duas etapas. Se você não souber esse código, é possível que a pessoa que está usando sua conta tenha ativado a confirmação em duas etapas. Se isso acontecer, você precisará aguardar sete dias para poder acessar sua conta sem o código de confirmação em duas etapas. Mesmo que você não saiba o código de confirmação em duas etapas, a pessoa que estava usando sua conta será desconectada quando você inserir o código de seis dígitos recebido por SMS.

Como evitar que meu WhatsApp ou o WhatsApp da clínica ou consultório sejam clonados?

Nunca compartilhe seu código de registro do WhatsApp recebido por SMS com outras pessoas, nem mesmo com amigos ou familiares. Se você suspeita que outra pessoa está utilizando sua conta do WhatsApp, notifique seus amigos, familiares e pacientes pois essa pessoa pode tentar se passar por você em conversas individuais e em grupos.

A maneira mais fácil de você evitar que o seu WhatsApp ou ou WhatsApp da clínica ou consultório sejam clonados é ativando a autenticação de dois fatores ou confirmação em duas etapas. A tela para configurar essa autenticação normalmente aparece após você ter registrado seu número de telefone no WhatsApp.

Puxa, mas eu não fiz isso quando eu cadastrei o número do consultório. E agora? Calma, tem um outro caminho!

Você pode gerenciar as configurações da confirmação em duas etapas no WhatsApp. Você pode ativar ou desativar o recurso, mudar seu PIN e atualizar o endereço de e-mail associado com a confirmação em duas etapas. 

Ativar a confirmação em duas etapas
  1. Abra o WhatsApp e toque em Configurações.
  2. Toque em Conta > Confirmação em duas etapas > Ativar.
  3. Insira um PIN de 6 dígitos e, em seguida, confirme-o.
  4. Insira um endereço de e-mail ao qual você tem acesso ou toque em Pular se não quiser adicionar um endereço de e-mail. Recomendamos que você adicione um endereço de e-mail para que você possa redefinir a confirmação em duas etapas e manter sua conta segura.
  5. Toque em Avançar.
  6. Confirme o endereço de e-mail e toque em Salvar ou OK.

Se você não adicionar um endereço de e-mail e esquecer seu PIN, precisará aguardar 7 dias para poder redefinir seu PIN. Como não verificamos o endereço de e-mail para confirmar que ele está correto, certifique-se de que você digitou o endereço de e-mail correto e de que é possível acessá-lo.

Desativar a confirmação em duas etapas
  1. Abra o WhatsApp e toque em Configurações.
  2. Toque em Configurações > Conta > Confirmação em duas etapas >Desativar > Desativar.
Mudar seu PIN da confirmação em duas etapas
  1. Abra o WhatsApp e toque em Configurações.
  2. Toque em Conta > Confirmação em duas etapas > Mudar PIN.
Adicionar um endereço de e-mail
  1. Abra o WhatsApp e toque em Configurações.
  2. Toque em Conta > Confirmação em duas etapas > Adicionar endereço de e-mail.
Mudar um endereço de e-mail
  1. Abra o WhatsApp e toque em Configurações.
  2. Toque em Conta > Confirmação em duas etapas > Mudar endereço de e-mail.

 

Download do WhatsApp: como baixar o aplicativo para seu celular Android ou iPhone

Como ter o mesmo WhatsApp em dois, três, quatro celulares ou mais? 

Como fazer download de status do WhatsApp?

O que é a API Oficial do WhatsApp?

YouTube para Médicos

O YouTube é, sem dúvidas, um espaço muito interessante para médicos. Inclusive, existem alguns mundialmente famosos que se fazem presentes na plataforma de vídeos.

Basta ter criatividade e produzir um conteúdo de valor, em uma linguagem que seja acessível para o público, e o YouTube tem o potencial de conseguir alavancar a popularidade da sua clínica.

O marketing médico também pode estar presente no YouTube. Ao atender algumas regras básicas, é possível comunicar-se de forma ética e clara.

Existem milhares de contas no YouTube e pessoas que buscam informação, então por que os médicos não podem estar presentes lá? Uma pesquisa levantada pelo Jornal Estadão revelou que o Brasil é o país em que as buscas referentes à saúde mais cresceram no mundo.

Com o marketing médico no YouTube, é possível aproveitar a alta demanda na área da saúde e ampliar a quantidade de atendimentos. Isso pode ser feito por meio de conteúdos informativos e sobre as possibilidades de atendimento.

Antes de iniciar é preciso entender alguns detalhes, afinal, o conteúdo precisa ter qualidade e atender às normas do Conselho Regional de Medicina (CRM).

Como construir conteúdo médico para o YouTube?

Com uma conta na rede social é possível comunicar-se de diversas formas. O espaço pode ser usado, por exemplo, para divulgar informações sobre a sua área de especialização. Uma opção é falar sobre o seu trabalho e esclarecer dúvidas referentes a procedimentos e problemas de saúde.

Entre as informações que podem ser transmitidas estão novos tratamentos existentes e dicas para melhorar a qualidade de vida. O canal também pode esclarecer dúvidas enviadas pelos usuários, servindo como um espaço para levar informações relevantes.

O que fazer no YouTube?

Uma opção muito usada no marketing médico é aproveitar o calendário de datas comemorativas. Por exemplo, Outubro Rosa, Novembro Azul e datas para conscientização de doenças. Para cada data pode ser feito um vídeo específico com esclarecimentos.

Aproveite para divulgar seu endereço, horários de atendimento, contato telefônico e opções de convênios médicos. Assim, as pessoas que se interessarem pelas dicas podem agendar uma consulta.

Cuidados com a qualidade ao construir conteúdo médico para o YouTube

Diferente de um post estático de rede social, os vídeos precisam de mais cuidados na hora de serem elaborados. A qualidade da luz e do som precisa ser observada com critério. É importante investir em microfone e lâmpada extras.

A falta de critério ao fazer a captação pode gerar uma impressão negativa da sua imagem. Não é necessário investir em equipamentos grandes ou caros, mas ter em mãos um celular com boa captação e um microfone é uma boa alternativa.

O que não pode ser feito ao construir conteúdo médico para o YouTube?

No marketing médico, é importante entender com detalhes quais as regras para publicidade são permitidas. A Resolução CFM Nº 1.974/2011 impõe algumas normas obrigatórias para os anúncios veiculados na área da saúde:

– O nome do profissional deve estar legível;
– Área de atuação registrada no Conselho Regional de Medicina (CRM);
– Registro no CRM;
– Número de registro de qualificação de especialista (RQE), se for o caso;
– É proibido apresentar fotos com resultados pós-procedimento realizado pelo médico;
– É proibido fazer promoções de aparelhos e tecnologias;
– O conteúdo, ao ser divulgado, deve apresentar embasamento científico comprovado;
– Não podem ser usadas expressões como “o melhor”, “o mais capacitado”, “resultados comprovados”, “o único capacitado”.

 

4 dicas para criar um canal de sucesso no YouTube e fazer sua clínica médica conquistar muito espaço no mercado. Confira!

A ferramenta é uma forma de impulsionar o marketing da sua clínica e alcançar o público-alvo, já que o seu conteúdo pode ser segmentado e atingir as pessoas certas. Além disso, é possível demonstrar ainda mais credibilidade, uma vez que seu canal pode se tornar referência da área médica nos meios digitais.

1. Conteúdo relevante

É muito importante considerar que um canal do YouTube pode ter várias finalidades, mas se a sua é expor conteúdo para colocar sua clínica em evidência, seus vídeos não podem ser simples propagandas do seu negócio.

Gerar engajamento para o seu canal, conquistar inscritos, visualizações e consequentemente, alcançar novos clientes, serão resultados da exposição de um conteúdo relevante, que de alguma forma contribua para o esclarecimento do usuário e o ajude com alguma questão de saúde que seja importante para ele.

Tudo isso quer dizer que os seus vídeos devem ser informativos e trazer orientações sobre assuntos médicos de interesse do seu público-alvo.

Estude bastante o perfil das pessoas que você deseja atingir para que você saiba definir quais temas serão mais relevantes para elas. Crie um roteiro completo e aborde as questões que normalmente esse tipo de público tem interesse em esclarecer de acordo com a sua especialização.

2. Transmita dicas úteis e bem embasadas

Com a era digital e principalmente com a chegada da pandemia, cada vez mais pessoas têm procurado por informações médicas na internet. No entanto, muito do que é encontrado na rede são informações superficiais e, às vezes, até incorretas.

Isso significa que o seu canal fará muito mais sucesso se tiver um conteúdo baseado em dicas práticas e úteis com embasamento médico. Dependendo da forma como você apresentar o seu material, as pessoas terão muito mais confiança naquilo que estão acompanhando, gerando muito mais credibilidade para você e sua clínica.

3. Use uma linguagem clara

O seu canal no YouTube somente será um sucesso se as pessoas puderem entender o que você está transmitindo. Lembre-se que o alcance da internet é para todos e muitos daqueles que estarão acompanhando os seus vídeos não entendem o linguajar médico.

Utilize uma linguagem simples e clara que possibilite o entendimento de todas as pessoas, desde as mais simples até as mais bem instruídas. Não se esqueça também que seus vídeos podem ser referência para estudantes no início de sua vida acadêmica que podem ainda não estar familiarizados com a linguagem da medicina.

Priorize sempre uma abordagem didática para que não haja margem para dúvidas, afinal, se o seu canal se tornar grande, você não conseguirá dar conta de usar o espaço de comentários para esclarecimentos.

4. Divulgue o seu conteúdo

Uma das formas mais eficientes de alcançar visibilidade para o seu canal e fazer com que ele alcance o sucesso esperado é fazer propaganda dos seus conteúdos em outras redes sociais. Dessa forma, tente aumentar o tráfego do seu canal com campanhas pagas ou divulgação de seus vídeos em anúncios no Instagram e no Facebook, por exemplo.

Aposte também nas chamadas collabs, estratégia onde o objetivo é divulgar um canal dentro de outro canal. Para isso, crie parcerias com outros canais médicos ou empresas com um público semelhante ao seu e com interesses parecidos.

Por fim, se você está começando, não se preocupe tanto em investir em profissionais e equipamentos de áudio e vídeo. Um celular com uma câmera de qualidade e boa resolução, além de um programa de edição de vídeo com recursos básicos já são suficientes para que você dê os primeiros passos.

YouTube é uma rede social ou uma mídia social?

E quando o YouTube começou?

Como criar uma conta no YouTube?

O marketing médico já é uma realidade nas redes sociais, e ele não se limita a postar fotos da sua última participação em congressos da sua área.

O YouTube pode ser a ferramenta que faltava para aumentar a sua visibilidade, aproximar você do seu público e difundir conhecimento sério e embasado.

Acompanhe este artigo e veja por que e como criar um canal médico no YouTube.

Quem nunca teve um paciente que, antes de procurar a sua clínica, pesquisou sobre o problema na internet? Esta prática é normal, afinal nunca tivemos tanta informação disponível sobre qualquer assunto como temos hoje em dia. Entretanto, nem sempre os dados encontrados são confiáveis.

Que tal produzir vídeos no YouTube com conteúdo de qualidade, que vão fortalecer seu marketing médico?

Por que o YouTube?

Dados divulgados no evento YouTube Brandcast em novembro de 2020 destacam que 105 milhões de brasileiros entre 18 e 65 anos acessam mensalmente a plataforma. Ou seja, o site tem um tráfego de pessoas intenso e que cresce a cada dia, uma vitrine de conteúdo dos mais diferentes temas.

Além disso, os vídeos têm fácil reprodução em dispositivos móveis e podem ser vistos durante a realização de outras atividades, como uma caminhada na esteira ou uma viagem, por exemplo.

É possível fazer vídeos curtos, ou se o assunto for mais complexo, produções com mais de 40 minutos.

YouTube para médicos

Como antecipamos, a criação de um canal de vídeos pode ajudar a fortalecer suas estratégias de marketing médico. Dentre as vantagens, podemos listar:

– Aumento da visibilidade entre o seu público;
– Alcançar novos públicos;
– Aproximar e humanizar a relação com os pacientes;
– Tornar-se uma autoridade no assunto.

Cuidados na hora de criar seu canal

Antes de falarmos sobre as ferramentas necessárias para a criação do seu canal, precisamos falar da parte legal envolvida no processo de publicação dos vídeos.

Como os assuntos tratados no canal serão sobre saúde, é importante produzir seus vídeos de acordo com o Código de Ética Médica e às restrições de publicidade do Conselho Federal de Medicina.

Como criar um canal no YouTube?

Iluminação, cenário, câmera profissional. Estas são ferramentas importantes para a criação do seu canal, porém não são essenciais.

Especialmente se você está começando, foque no seu conteúdo! É por meio dele que você vai alcançar as pessoas e fazer com que elas se interessem pelo seu canal.

Se após algum tempo você quiser investir em uma produção mais elaborada, vale a pena contratar uma equipe especializada.

Fale com as pessoas

Apesar de os assuntos relacionados à saúde pedirem uma certa formalidade, seu canal médico no YouTube precisa falar a língua das pessoas.

Certifique-se de que a mensagem que você está tentando passar é acessível para as pessoas leigas. Dessa maneira, seu conteúdo será compreendido mais facilmente, e a possibilidade de ser compartilhado é ainda maior.

Caso o tema seja complexo, procure dividir o vídeo em duas partes. Assim, o conteúdo poderá ser explicado mais detalhadamente, e sem cansar quem está assistindo.

O que é o YouTube Shorts?

YouTube Studio: O que é, como funciona e como os médicos podem fazer uso dessa ferramenta?

YouTube Analytics: O que é, como funciona e quais métricas os médicos devem realmente acompanhar?

O que é, como fazer e por que fazer uma live no YouTube?

Modelo de Banner para YouTube

Como criar uma introdução para seu vídeo no YouTube

Os 10 maiores canais de médicos brasileiros no YouTube para você se inspirar

Como monetizar seu canal no YouTube?

Como criar uma playlist no YouTube e por que você deveria fazer isso

Como personalizar a URL do seu canal do YouTube?

Como baixar vídeos do YouTube?

Como fazer o download do aplicativo do YouTube para iPhone?

Como fazer o download do aplicativo do YouTube para Android

Google Play
APK

Kit YouTuber: o que a WE recomenda para você começar a produzir seus vídeos

Ideias de vídeos que Médicos podem fazer para o YouTube

Dicas de SEO para YouTube: como otimizar seu canal no YouTube

Vale a pena gravar conteúdos em 4K no YouTube?

Os vídeos do YouTube tem direitos autorais ou são de domínio público?

Como colocar legendas nos vídeos do YouTube?

Legendas Automáticas
Legendas Manuais

O YouTube vai acabar?

Vale a pena para médicos anunciarem no YouTube?

Como médicos podem fazer parceria com YouTubers?

CRO – Otimização da Taxa de Conversão para Médicos ou Com Extrair Mais das Suas Ações de Marketing Médico

Conversion Rate Optimization (CRO) ou Otimização de Conversão consiste em uma estratégia capaz de aumentar as conversões de um site, aproveitando o seu tráfego sem precisar ampliar o número de visitas. Ela está ligada ao marketing digital e pode ser aplicada no marketing médico.

Os resultados da CRO podem impulsionar o crescimento do consultório. Caso o estabelecimento possua uma Landing Page que atrai 100 visitantes mensalmente e somente 10 deles fazem o download da sua oferta, por meio das técnicas de CRO esse número pode dobrar sem que seja necessário construir qualquer material adicional.

Para tal, basta levar em consideração alguns conceitos como a conversão, uma variável crucial para a boa execução desse modelo de estratégia.

• Conversão: ações como clicar em um banner, navegar entre os conteúdos, agendar uma consulta, entrar em contato com a clínica;

Além de compreender no que consiste a conversão, é preciso entender como a taxa de conversão funciona. Nesse sentido, um site que tem volume de 1000 acessos e contou com 59 formulários preenchidos em pontos estratégicos, tem a sua taxa de conversão em 5,9%.

Testes A/B

O teste A/B é voltado para a divisão do tráfego em duas versões: a atual utilizada pelo consultório e uma modificada, chamada de desafiante. O objetivo é verificar qual delas apresenta a melhor taxa de conversão.

Vale ressaltar que os testes A/B são boas formas de conseguir um feedback real do mercado, visto que eles fornece dados concretos. Portanto, os experimentos na estratégia de marketing médico contarão com métricas confiáveis.

É possível realizar um teste A/B por meio de vários meios, sendo os anúncios os mais comuns. Entretanto, o método também pode ser aplicado por meio do e-mail marketing e de landing pages, algo que amplia as possibilidades dos consultórios.

Também é interessante destacar que uma testagem dessa natureza deve ser realizada quando o estabelecimento percebe a possibilidade de otimizar alguma das suas métricas, quer se fale sobre aberturas, acessos cliques ou geração de leads.

Porém, é preciso ter cuidado com os testes A/B, visto que eles precisam de alguns pontos para ser efetivos. Entre esses, um bom volume de acessos.

Heatmaps e gravação da sessão

Os heatmaps (ou mapas de calor) e as gravações de sessão funcionam para determinar a forma como o público interage com o site e podem ajudar a descobrir onde estão os problemas da estratégia de marketing médico caso a resposta para uma campanha não seja a esperada.

Assim, é válido ressaltar que o mapeamento de sites considera enquanto interação atividades como cliques, rolagens de página, movimentos de cursos e pontos de fixação. Ou seja, qualquer tipo de atividade que demonstre interação dos clientes com o conteúdo do site.

Logo, os heatmaps são capazes de oferecer relatórios completos e objetivos a respeito dessas atividades e ajudam a otimizar as páginas de acordo com o que chama a atenção do público. Eles são gerados de forma automática por meio das ferramentas de gravação de sessão.

Atualmente, existem várias que podem ajudar a refinar as estratégias e cada uma delas possui características próprias, apesar de executarem as mesmas tarefas. Portanto, escolher a que se adequa aos propósitos da sua clínica é algo extremamente pessoal.

Algumas das ferramentas de heatmaps com gravação de sessão disponíveis no mercado são a Hotjar, a Crazy Egg e a Mouseflow.

Marketing de Busca para Médicos

O marketing de busca, ou Search Engine Marketing, tem como objetivo o desenvolvimento de estratégias e formas de divulgação nos principais buscadores, como o Google, o Yahoo e o Bing. O seu objetivo é a geração de tráfego (visitantes).

Os anúncios também podem ser pensados nessa categoria, especialmente os veiculados diretamente na página do Google. Em geral, eles ocupam as quatro primeiras posições e possuem uma boa taxa de conversão.

Atualmente, o marketing de busca é dividido em dois segmentos: o Search Engine Optization (SEO), voltado para o tráfego orgânico e os links patrocinados, voltados para o tráfego pago.

Portanto, determinar qual estratégia se adequa mais para um consultório depende do valor disponível para investir nos anúncios.

SEO para Médicos – Otimização dos Resultados de Busca

O SEO consiste em uma ferramenta do marketing de buscas voltado para os resultados orgânicos. Ou seja, aqueles que acontecem de forma espontânea e sem custos adicionais. Conquistar esse tipo de tráfego depende de três pilares: conteúdo, relevância e tecnologia.

No caso das clínicas médicas que estão iniciando, a tecnologia pode se mostrar um entrave, visto que existe uma série de questões de ordem técnica que podem impactar negativamente o número de visitas.

Nesse sentido, é possível destacar que questões como o tamanho das imagens, o tempo de carregamento e até a plataforma de hospedagem do site tendem a refletir no seu posicionamento nos mecanismos de busca e no tráfego gerado.

A relevância está ligada ao valor que os usuários dão para o site. Para determinar essa métrica os buscadores levam em consideração à quantidade de backlinks. Ou seja, quantos sites externos estão apontando para o seu. Portanto, essa tende ser a parte mais difícil de conquistar.

E, por fim, vale citar que essa relevância é conquistada por meio do conteúdo, que deve ser focado em palavras-chaves bem específicas e produzido de forma que os mecanismos compreendam a importância do material para o público.

E por que SEO é importante especialmente para Médicos?

Objetivamente falando SEO é tão importante para médicos porque existem procedimentos ou cirurgias que simplesmente não pode ser anunciados no buscadores. Determinados termos (palavras chaves) são restritas pelos buscadores. É impossível encontrar anúncios para Botox ou para Clínica de Dependentes Químicos no Google, por exemplo. A saída para isso é melhorar o posicionamento orgânico (resultados naturais da busca) para aparecer na primeira página e de preferência entre os 3 primeiros, já que a taxa de clique diminui consideravelmente da quarta posição para baixo.

Além disso, uma crescente que a gente observa aqui na WE é que o comportamento de alguns pacientes tem mudado. Quando encontram o resultado de um anúncio no Google, por exemplo, eles simplesmente pulam esse resultado e vão para o próximo que seria o mapa do Google ou os resultados orgânicos. Essa movimentação tem ocorrido porque diversas pessoas já notaram que os primeiros são “anúncios” e automaticamente entendem que “foram comprados” para aparecer ali e, justamente por isso, talvez não sejam a melhor opção de fato.

Links Patrocinados para Médicos

Embora a otimização do tráfego orgânico traga bons resultados, eles tendem a acontecer em médio e longo prazo. Portanto, muitas clínicas e consultório atualmente fazem uso dos links patrocinados, que consistem em anúncios posicionados nos primeiros espaços dos mecanismos de busca.

Assim, a empresa ou profissional poderão (falando de uma forma simplista) pagar um determinado valor para ter um conteúdo exibido para o público. Isso tende a potencializar o tráfego, mas como tais links são sinalizados enquanto publicidade, algumas pessoas ainda têm resistência em clicar.

O funcionamento dos links patrocinados é similar ao das estratégias de SEO, visto que também acontece por meio de palavras-chave. Assim, no caso do marketing médico, é importante escolher as que estejam em alta para a especialidade da clínica como forma de garantir um bom volume e assegurar o retorno sobre o valor gasto.

O que são links patrocinados?

Os links patrocinados são os anúncios exibidos nas quatro primeiras posições dos mecanismos de busca. Conforme o destacado, eles são sinalizados como publicidade e fazem parte da estratégia de marketing digital de muitas empresas.

Apesar de a definição destacada ser bastante aceita, existem especialistas que contestam o fato de que links patrocinados e anúncios sejam a mesma coisa. Portanto, a título de ilustração, vale citar que para estes qualquer link pago pode ser considerado patrocinado, independente de onde ele foi utilizado.

Google Ads para Médicos

Quando a gente fala de links patrocinados não tem como não falar especificamente do Google Ads. O Google Ads é a plataforma de anúncios do Google e funciona de uma maneira bastante intuitiva que a gente vai falar um pouco mais em seguida.

O primeiro passo para que médicos usem Google Ads é determinar as palavras-chaves dos anúncios. Elas serão os ativadores, ou seja, aquilo que vai trazer o público para o site ou página de vendas.

Posteriormente, é preciso criar o anúncio desejado e, então, determinar o quanto será investido na campanha. Quando se fala do uso do Google Ads por médicos, é importante destacar dois aspectos: o índice de qualidade e o custo do clique.

Em linhas gerais, o índice de qualidade é determinado por um algoritmo do próprio Google e leva em consideração a relevância da página, bem como a correspondência à pesquisa feita pelos usuários.

O custo do clique, por sua vez, é o valor que será cobrado assim que um consumidor clicar no seu anúncio. O simples ato de exibir não gera custos, mas os cliques sim. Atualmente, os preços relativos a isso estão passando por uma alta em vários nichos em virtude da ampla concorrência.

Planejamento de Marketing para Médicos, Clínica e Hospitais

Relatório do Estado Atual

Estudo de Público-Alvo

Para garantir que os esforços serão aplicados de forma que os conteúdos sejam entregues ao público alvo, o marketing médico deve ser aplicado levando em consideração a persona correta.

Em busca dessa definição, o primeiro questionamento que deve ser feito é: quem é o seu paciente? A partir desse, ponto se tem uma ideia de como seguir adiante com o processo, uma vez que o perfil das pessoas atendidas é essencial para estratégias assertivas.

Assim, com essa visão de público fica mais fácil entender e planejar ações que serão direcionadas corretamente. Para fazer esse levantamento existem três pontos principais:

• Por meio de hipóteses sobre qual seria o cliente ideal pra o serviço do consultório;

• A criação de entrevistas com pacientes visando conhecer mais a respeito de alguns detalhes, como a idade, a ocupação e o que eles buscam;

• A pesquisa de fontes secundárias, como as redes sociais, que sejam relevantes para a elaboração da estratégia de marketing.

Esses pontos ajudarão definir o público ideal para o tipo de serviço oferecido e certamente farão com que os esforços sejam aplicados diretamente para este.

Determinar Objetivos

Listar Recursos Necessários

Com uma grande variedade de estratégias e recursos que podem ser aplicados no marketing médico, é necessário afunilar as opções para definir quais são as que mais se alinham com o serviço ofertado, de maneira a não desperdiçar recursos ou investir em algo desnecessário.

Entretanto, alguns aspectos bastante comuns podem ser definidos de forma mais ampla para que se tenha um ponto de partida para iniciar o processo de mudança do negócio.

Assim, vale citar que dois dos recursos que podem ser explorados inicialmente pelos profissionais da saúde para se apresentar ao mercado de uma forma eficiente são a identidade visual e a presença em plataformas de saúde online.

O primeiro fará com que o serviço seja visto pelas pessoas e, por meio de uma identidade visual bem definida, os clientes conseguirão identificar rapidamente a sua clínica em qualquer lugar que vejam as imagens compartilhadas.

O segundo ponto dá destaque para os pacientes que buscam informações online a respeito de médicos, seja por falta de tempo em um dia a dia corrido ou pela facilidade que este tipo de atendimento fornece. Dessa maneira fica mais fácil identificar os profissionais desejados para definição de consultas.

Fazer um Cronograma

A elaboração de um cronograma de atividades ocorre logo após a definição dos objetivos do serviço e das suas estratégias. Após ter essas questões esclarecidas, é necessário que o profissional adote uma postura organizada para que sua presença seja constante no ambiente digital.

Para tal, será necessária uma organização e uma programação feitas de forma antecipada, prevendo tudo que será publicado nas suas redes sociais. Isso deve ser definido por meio de um cronograma preestabelecido.

Com a finalidade de evitar falhas ou afastamentos das redes sociais, o que prejudicaria o processo, o profissional da saúde pode, por meio do cronograma, definir os dias nos quais serão feitas as publicações e os conteúdos que deverão ser compartilhados nessas ocasiões.

Dessa maneira fica mais fácil de controlar a situação sem que o processo seja afetado pela correria comum a muitos profissionais desse ramo. A programação antecipada servirá para que tudo siga o planejamento na busca por resultados positivos com a presença digital.

Monitorar as Ações

Para entender se os seus esforços estão surtindo efeito, é preciso que haja um monitoramento a respeito dos resultados de uma forma mais próxima, garantindo que as ações estão surtindo efeito e, caso necessário, iniciando o processo de reavaliação e mudança para conseguir melhores respostas.

Essa parte pode responder uma das maiores dúvidas de muitos profissionais do mercado: se o investimento atribuído à estratégia de marketing médico está valendo a pena e dando os retornos esperados.

Essas são perguntas de grande importância para o entendimento geral do processo. Diante disso, existem alguns indicadores que são utilizados para entender essas questões de forma mais facilitada: as métricas de marketing, que medem os resultados das estratégias aplicadas.

De encontro a isso, é possível citar que as principais métricas usadas atualmente no marketing médico são:

• Novos agendamentos de consultas;

• Novos pacientes;

• Destaque e reconhecimento da marca;

• Criação de novos contatos (leads);

• Aumento do faturamento mensal.

A partir da avaliação desses pontos o profissional conseguirá perceber quais são os seus erros e acertos, criando outras táticas para aplicar nos setores que ainda sofrerem com problemas.

Métricas Importantes de Marketing Médico

Acompanhar as métricas provavelmente é uma atividade muito distante da realidade dos profissionais da área de saúde. Isso porque, em muitos casos, as clínicas e consultórios não são vistos como negócios ou empreendimentos que recebem um olhar administrativo.

Mas, com as mudanças voltadas para o marketing digital, alguns profissionais já estão se familiarizando com as análises de métricas, que são fundamentais para que ocorra o sucesso na gestão de qualquer consultório.

Ao acompanhar essas métricas, é possível entender muito mais a respeito das oportunidades que podem surgir para o negócio, além, é claro, de conseguir compreender a respeito de potenciais investimentos em pontos fortes e fracos da atuação do empreendimento no mercado.

Assim, alguns dos métodos utilizados para conseguir obter estas métricas são o ROI, o CAC e o NPS.

ROI para Médicos – O que é e como medir?

O ROI (Retorno Sobre o Investimento) é um recurso que facilita para que o profissional entenda a fundo a respeito das suas ações de marketing no setor da saúde, de forma a gerar mais resultados para o seu negócio.

Conhecer esse medidor é essencial para se tenha um desempenho satisfatório. Isso acontece tanto para os profissionais que estão atuando na área de saúde e contam com um plano de marketing estruturado, quanto para os que estão começando a desenhar os seus planejamentos no setor.

Para que seja feito o cálculo do ROI, é necessário que o profissional utilize algumas informações:

• Receita: faturamento do negócio;

• Custos: investimento na execução da estratégia de marketing;

Para o cálculo, é levada em consideração uma fórmula, que pode ser exemplificada da seguinte forma:

ROI = (Receita – Custo) x 100

Custo

A partir do resultado desse cálculo é possível que a clínica tenha uma noção clara a respeito do retorno recebido em cada uma de suas consultas de acordo com o que foi investido.

CAC – A diferença entre ganhar e perder dinheiro para os Médicos

Essa é outra métrica que pode ser adotada no processo e se mostra extremamente relevante para a obtenção de dados importantes para a conclusão da estratégia de marketing, se o negócio de fato se tornou mais lucrativo ou não com as medidas tomadas.

O CAC (Custo para Aquisição de Clientes) facilita o entendimento do profissional quanto aos gastos em dinheiro para atrair mais clientes para o seu consultório.

Para que se tenha essa noção, é preciso que o profissional analise todos os custos que foram aplicados com a captação de novos pacientes, como o marketing do consultório e o tempo de atendimento, e divida isso pelo número total de pacientes que foram atendidos nesse período.

Esses dados, em geral, são obtidos pelos negócios por meio de alguns softwares, que são responsáveis por coletar todos os dados da empresa. Com a definição desse número em mãos, é possível, enfim, avaliar se os gastos estão aumentado, mas proporcional a isso os lucros estão sendo obtidos.

NPS – O futuro da sua clínica ou consultório

Diferente dos outros dois modelos, essa métrica visa medir a satisfação dos clientes com o atendimento do local. Sendo assim, uma clínica deve também se preocupar em utilizar esse modelo nos seus negócios para entender mais a respeito da visão das pessoas sobre o serviço prestado.

O cálculo dessa métrica é feito de uma forma diferenciada. Isso porque os clientes deverão responder às pesquisas de satisfação dos consultórios e clínicas com a finalidade de avaliar se estes se encontram satisfeitos ou insatisfeitos com o atendimento e o nível desses sentimentos.

Essa pesquisa é feita com uma avaliação que considera uma escala de 0 a 10 na qual o cliente pode determinar exatamente como se sentiu com todo o processo de atendimento.

Além disso, também é questionado a respeito da probabilidade de retornarem e utilizarem os serviços novamente. Assim, o negócio consegue ter uma visão mais ampla dos seus erros e acertos para que o que for necessário seja reparado em acordo com quem utiliza os seus serviços.

Ferramentas de Marketing Médico

A realização de todo processo de adoção do marketing como ferramenta estratégica para a medicina exige que os profissionais aprendam um pouco mais a respeito da área para aplicar esses conhecimentos nos seus serviços.

Assim, é necessário também que eles tomem conhecimento de que existem diversas ferramentas que podem fazer com que esse processo se torne mais simplificado. Tais ferramentas são essenciais para todas as etapas do marketing médico, desde o planejamento até a execução.

Como esse é um mercado em constante expansão, a criação de novas ferramentas que se adequam às suas necessidades vem crescendo de acordo com a demanda. Assim, existem diversos recurso que estão disponíveis, inclusive de forma gratuita.

Dessa forma, vale citar que algumas das principais ferramentas que podem ser utilizadas nesse processo são:

• Redes sociais (gratuitas);

• RD Station Marketing (pago);

• Google Ads (gratuito);

• Canva (gratuito e versão paga);

• Google Analytics (gratuito);

• WordPress (gratuito);

• Google Keyword Planner (gratuito);

• Hotjar (gratuito e versão paga);

• Wix (gratuito e versão paga);

• Sweet Process (gratuito e versão paga);

• CloudFlare (pago);

• Ubersuggest (pago);

• MailChimp (gratuito e versão paga);

• Flipsnack (gratuito e versão paga);

• Leadlovers (pago).

Desenvolvimento de Aplicativos para Médicos

Por causa das novas tecnologias surgidas graças as Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs), que vem revolucionando o mercado e proporcionando a entrada de vários setores na era digital, a medicina também foi influenciada.

Assim, os aplicativos para smartphone se tornaram essenciais para instrumentar a saúde Móvel e a Aprendizagem Móvel. Isso tudo facilitou o surgimento de cada vez mais aplicativos com conteúdos voltados para a área de saúde e funcionou como uma forma de auxiliar os profissionais nos seus atendimentos.

Em virtude das mudanças e às adaptações que o setor da medicina passou nos últimos tempos, a utilização de aplicativos que facilitam o atendimento médico se tornou ainda mais notória.

Nesse sentido, vale citar que em 2019 o Conselho Federal de Medicina (CFM), em acordo com essa nova realidade, aprovou a possibilidade de que haja o exercício da medicina mediado por meio das tecnologias, com aplicativos voltados para a telemedicina.

Por meio desses aplicativos os pacientes podem ter:

• Teleorientação: o especialista informa o paciente sobre os sintomas e avalia a necessidade de buscar por um pronto atendimento ou permanecer em casa seguindo as orientações;

• Telemonitoramento: o médico acompanha o paciente de forma remota após inicio do tratamento;

• Teleinterconsulta: discussão de um caso entre vários médicos de diferentes locais.

Ética no Marketing Médico: o que pode e o que não pode de acordo com o CFM

Os pontos essenciais a para manter a imagem profissional intacta estão ligados à adoção de medidas que levem o profissional a ser visto com credibilidade e positivamente pela sua ética médica.

Portanto, ao adotar novas medias para desenvolver um bom marketing médico, é preciso que o profissional vá de acordo com as boas práticas da profissão e siga os pontos destacados previamente por meio do manual feito pelo CFM.

Dessa forma, os principais aspectos que devem ser considerados para uma boa publicidade médica são:

• Não anunciar especialidades que não possuam;

• Exibir os aparelhos e produtos do consultório para mostrar que conta com estrutura e tecnologias de ponta;

• Propaganda enganosa ou envolvimento com qualquer tipo de publicidade falsa;

• Mostrar fotos de pacientes para se promover;

• Sensacionalismo ao divulgar informações que podem causar alarde à sociedade;

• Se autointitular como o melhor profissional ou o único capaz de realizar determinada tarefa;

• Garantir que os resultados desejos pelos pacientes serão obtidos;

• Realizar um diagnóstico prévio sem antes consultar o paciente;

• Divulgar informações de saúde sem ser o médico responsável pelo conteúdo em questão.

Erros para se evitar na hora de fazer Marketing Médico

Com tantas possibilidades a serem exploradas pelo marketing médico, é normal que os profissionais se sintam um pouco perdidos quanto às estratégias que devem adotar e outras que podem nem mesmo servir para o seu negócio propriamente dito.

Investir nesse setor exige uma grande responsabilidade por parte do profissional e alguns erros comuns podem acabar prejudicando a forma como ele será visto no mercado. Então, o seu negocio certamente será visado como ruim.

Para não cometer os principais erros que os profissionais acabam passando ao longo do processo, é preciso seguir alguns pontos essenciais que estejam de acordo também com as normas do CFM:

• Não investir em uma boa estratégia de marketing digital, que conte com uma divulgação eficiente e cumpra o papel de conversar com o público que deseja atrair;

• Não buscar a ajuda de um profissional adequado, que tenha conhecimento na área e capacitações para resolver os problemas, bem como para apontar um direcionamento melhor para a campanha.

Pontos como esses precisam ser levados em consideração, visto que o médico não conta com todo o conhecimento necessário para empregar as estratégias de marketing médico.

É sempre preciso que haja outro profissional, da área de marketing, que ficará responsável por orientar e guiar o médico ao longo do processo.

Cursos de Marketing Médico

Em breve vamos separar uma lista com os principais cursos de marketing médico da internet.

Marketing Médico funciona?

Bom, se você leu até aqui e ainda está se perguntando se Marketing Médico funciona tem alguma coisa errada rs. Brincadeiras a parte após o entendimento dos vários pontos importantes para a aplicação do marketing médico, assim como das estratégias adotadas pelos profissionais e das formas como se deve utilizar essa ferramenta, a pergunta essencial para prosseguir é a respeito da funcionalidade do marketing médico.

A resposta mais simples para pergunta é: sim. O marketing médico de fato funciona. Mas, para que isso seja sentido pelos profissionais nos seus negócios, é necessário seguir as orientações que foram dadas, pois somente assim isso poderá ser percebido de forma clara e com resultados positivos.

Aplicando as metodologias e avaliando o negócio periodicamente é possível notar as mudanças por meio desse processo. Para tal, as ferramentas essenciais ROI, CAC E NPS entram em ação.

Acompanhando esses indicadores o profissional conseguirá perceber que de fato o marketing médico funciona e pode render bons frutos para o empreendimento.

Quanto custa investir em Marketing Médico?

O marketing é um investimento de grande importância para uma clínica ou consultório. Especialmente se o desejo do profissional é crescer aos olhos dos clientes e mostrar a importância do seu negócio no mercado. Quando esse é o caso, a ferramenta é essencial e ideal para isso.

Mas, como até esse ponto ficou claro, é necessário que haja um investimento dedicado esse propósito, que precisa ser levado em consideração no momento em que a ferramenta passa a ser considerada enquanto parte da estratégia da empresa. Portanto, a sua aplicação deve ser encarada como investimento e não como gasto.

A ideia, nesse caso, é que o valor do investimento retorne ao profissional por meio de lucros obtidos com as novas medidas tomadas. Por isso, essa é a melhor forma de encarar a situação descrita.

Assim, para entender o marketing com essa visão é preciso que o profissional tenha em mente que os retornos não serão necessariamente imediatos, mas sim graduais. Porém, se a estratégia for bem planejada e bem executada, é possível que o negócio logo comece a mostrar os seus frutos por meio do marketing médico.

Dessa forma, o investimento leva em consideração o que é ideal para o negócio no momento e os retornos, é claro, serão proporcionais ao que for investido. Sendo assim, o ideal é que cerca de 5% a 10% do faturamento da clínica ou consultório seja investido em novas iniciativas de marketing.

Na prática isso quer dizer que se você fatura (sua renda total de plantões, consultas, procedimentos etc) em torno de R$10 mil por mês, seu investimento em marketing médico deveria ser em torno de R$1000. Se você fatura em torno de R$20 mil por mês, seu investimento em marketing médico deveria ser em torno de R$2000. Se você fatura R$50 mil, R$100 mil ou R$500 mil por mês seu investimento deveria ser algo entre R$5 mil, R$10 mil ou R$50 mil.

Podem acontecer duas coisas quando a gente fala de investimento em Marketing Médico

A primeira coisa que pode acontecer é que essa balança fique desequilibrada durante algum tempo. Na prática isso quer dizer que se você fatura em torno de R$20 mil por mês é possível que tenha de fazer um investimento de R$3 mil durante algum tempo. É claro que esse cenário se aplica a médicos e médicas que estão em começo de carreira e portanto a primeira meta que os profissionais devem ter nesse caso é “equilibrar essa balança” tentando aumentar o faturamento para ficar compatível com o investimento.

Outra coisa que pode acontecer é que suas necessidades mudem com o tempo. Quando você começa a investir em Marketing Médico é comum que o investimento maior sejam em links patrocinados, especialmente no Google, porque trarão mais pacientes de forma mais rápida. Mas, com o passar dos anos, é provável que você busque cada vez maior fortalecer sua imagem. Nesse caso você estaria direcionando seus investimentos para além da performance (captação direta de pacientes) para também a parte de branding (fortalecimento da sua marca). Independente de qual for o seu cenário procurei sempre manter o investimento em marketing em torno de 10% do faturamento porque isso inevitavelmente fará você manter e também aumentar o seu retorno financeiro.

Vale a pena contratar um Especialista em Marketing Médico?

Todas as medidas para transformar um negócio por meio do marketing médico precisam considerar as questões levantadas até aqui como boas práticas e como formas de aplicar as estratégias necessárias, entre outros pontos importantes.

Para os profissionais da saúde, essas medidas estão muito longe das suas realidades e dos seus entendimentos profissionais, por mais que haja um enorme esforço para entender e aplicá-las no dia a dia como forma de melhorar o faturamento das suas clínicas ou consultórios.

Portanto, existem profissionais no mercado que são especializados em transformar os negócios do setor de saúde usando do marketing. Eles contam com as habilidades e os conhecimentos necessários de estratégias e de ferramentas eficientes para esse fim.

Mas, há um questionamento ainda a respeito da necessidade de contratar um Especialista em Marketing Médico somente para desempenhar essa função, visto que esse seria mais um gasto para a clínica ou consultório médico.

Entretanto, é preciso reforçar que esse tipo de ferramenta para melhorar o negócio, tornando-o mais visível e, consequentemente, conquistando mais clientes, não pode ser vista somente como um gasto, mas antes deve ser pensada como um investimento.

Portanto, o profissional capaz de executar tais funções de uma forma muito mais eficiente também deve ser visto dessa maneira. Assim, a ajuda profissional será de grande valia para que o negócio conquiste o seu espaço e se destaque no mercado.

Agência Especializada em Marketing Médico

Criar uma estratégia assertiva de marketing digital é o que todos negócios esperam ao adotar essa medida como forma de atrair clientes e de se mostrar no mercado.

Assim, as agências de marketing especializadas em conteúdos voltados para o segmento de medicina podem ser uma salvação para os profissionais que se encontram muito perdidos quanto à forma de executar as estratégias de marketing médico com eficácia.

Essas agências serão responsáveis por criar uma equipe totalmente especializada no assunto, que vai se dedicar ao cliente inteiramente para criação de uma estratégia única e que esteja de acordo com todos os detalhes e especificações, além de cumprir também com os desejos do contratante.

Tudo será definido após uma conversa com o profissional, que pode expor os pontos fracos e fortes do seu negócio atualmente, destacando como ele vem agindo no mercado e outras informações pertinentes. A partir desse ponto, os profissionais terão uma visão ampla e poderão traçar um projeto.

Essa é uma modalidade muito mais econômica para as clínicas e consultórios adotarem, ao invés de criar uma equipe própria dentro do negócio, pois esses profissionais serão contratados pontualmente para o serviço e sem gastos mensais.

Portanto, a maior vantagem relativa à contratação desses serviços é a criação de conteúdo de qualidade e de uma identidade visual forte para o negócio. Os profissionais contam com o conhecimento necessário para que esses dois pontos transformem o negócio totalmente.

A partir desses aspectos, será possível fazer campanhas adotando as estratégias novas, nas quais o negócio poderá captar mais clientes e tornar a sua marca visível no mercado para que os novos e potenciais clientes sejam conquistados.

Uma agência especializada no assunto conseguirá criar essas campanhas de forma específica, trazendo para o negócio o perfil desejado de clientes que estarão de acordo com os serviços ofertados pela empresa.

Fale conosco

Fale agora mesmo com um especialista em marketing para médicos, clínicas e consultórios.

Mais dicas de Marketing Médico

edson-da-we-marketing-medico
Edson Medeiros

WE Marketing Médico

Edson da WE Marketing Médico

Olá doutor(a), tudo bem? 👋
Preencha seus dados e vamos conversar!

07:55