Médico não dependa só do boca a boca e de convênios

Olá, tudo bem?

Meu nome é Edson Medeiros e eu sou Especialista em Marketing Médico aqui na WE Marketing Médico.

É muito comum eu escutar de médicos que estão há mais tempo no mercado que nunca investiram em marketing e que sempre a divulgação foi feita boca a boca ou que os pacientes chegavam através de convênios.

Mas, no cenário atual eu acredito que este é um luxo que os médicos não podem mais ter se quiserem se manter ativos e crescerem seus negócios (eu não sei porque, mas toda vez que falo em negócios preciso reforçar que o consultório, clínica ou hospital também são uma empresa).

O principal motivo é que cada vez mais, novos profissionais entram no mercado com “unhas, dentes e muita criatividade” começando suas carreiras já investindo em marketing médico.

Eu gosto de contar inclusive sobre um casal de médicos que trabalha com a gente desde 2018. Ela Neurologista e ele Fisiatra. Quando começaram sua clínica decidiram que ao invés de pagarem a luva do convênio iriam pegar o dinheiro e investir em marketing. E tenho certeza que o investimento deu retorno.

Na outra ponta, um clínica de Oncologia, já consolidada na cidade e com profissionais mais experientes procurou a gente justamente porque perceberam que, nas palavras deles “esta moçada nova está vindo com força e estamos ficando pra trás“.

Receber indicação de pacientes é bom mas…

Receber indicação de pacientes, o chamado boca a boca, é muito bom por vários motivos, mas alguns deles eu posso dizer que são:

  • você não teve custo para captar este paciente;
  • o nível de confiança do paciente em você é maior e portanto a chance dele fazer algum procedimento ou cirurgia, aumenta;
  • em vários casos o paciente que indicou já adianta informações sobre a parte financeira (bom principalmente se for interessante para você trabalhar com consultas particulares).

A parte ruim é que não dá pra saber quantos pacientes novos você vai ter na semana que vem ou no mês que vem. É claro que isto não é nada bom em termos de previsão de faturamento, já que com pacientes ou não, as suas contas estarão te esperando.

O convênio te ajuda, mas também te atrapalha

A parte boa do convênio é que os pacientes “aparecem” quase como mágica, certo? Bom, já foi assim, principalmente na época em que os pacientes recebiam a lista de médicos por escrito. Mas hoje em dia este comportamento mudou e é mais provável que o paciente te procure no Google:

E se o paciente procura no Google outras opções aparecem pra ele.

Se não fosse só isto, ainda existem as brigas e contestações com os convênios para recebimento das devidas consultas e, em alguns casos, até dos procedimentos.

Em todos os médicos que nós acompanhamos as únicas maneiras de se ganhar algum dinheiro com convênio são:

  • atendendo um grande volume de pacientes (ou seja, mais em menos tempo);
  • fazendo a consulta pelo convênio e o procedimento ou cirurgia de forma particular.

E afinal, como não depender só dos convênios e do boca a boca?

O “remédio” pra isto é investir em marketing.

Pra isto você tem dois caminhos:

Faça Você Mesmo

Pra fazer marketing você mesmo você precisa de tempo.

Principalmente no início você vai precisar de tempo para estudar e se dedicar a aprender esta nova habilidade. No canal do YouTube, Blog e Instagram da WE Marketing Médico tem muito material de qualidade que pode te ajudar.

Além de tempo (que já é uma forma de investimento, já que tempo é dinheiro) você precisar também torrar algum dinheiro.

Poxa, mas como assim Edson? Vou ter que torrar dinheiro?

É isto mesmo! Pois em algum momento você precisará investir em anúncios, por exemplo, e é muito provável que você não acerte de primeira ou mais provável ainda, que demore um tempo considerável até ter os primeiros resultados com as campanhas. E com isto você vai basicamente gastar dinheiro e não ter retorno.

Citei só o exemplo dos anúncios, mas tem várias coisas que você precisará aprender se quiser fazer marketing por conta própria como copywriting, SEO, tratamento de imagens etc.

Contrate alguém pra fazer pra você

A principal vantagem de contratar alguém para fazer pra você é justamente tempo.

Tempo porque o profissional que você procurar já vai ter estudado, aprendido, gastado dinheiro com erros e acertos, feito testes e experimentos, além de já ter investido tempo na sua formação.

No final, é tudo sobre tempo. Você só precisa entender se seu tempo vale mais atendendo pacientes e cuidando da sua clínica, consultório ou hospital OU se ele rende mais com você estudando marketing.

As minhas recomendações particulares na hora de você contratar alguém

  • Procure alguém com experiência. Não recomendo trabalhar com estagiário pois o custo da aprendizagem dele é a sua imagem e o seu negócio;
  • Contrate uma equipe multidisciplinar. Honestamente, não existe uma pessoa que é “boa em tudo” por isto não espere que uma pessoa resolva sua vida no marketing;
  • Pergunte por casos de sucesso mas também peça para ver clientes novos.
  • Pergunte quais as certificações possuem (no mínimo certificação de busca do Google Ads, mas também é interessante certificação em Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo).
  • Procure por Google Partners, que são parceiros oficiais do Google (não adianta, em algum momento da sua vida no marketing você vai ter contato com o Google, então é melhor estar acompanhado de quem entende).

E a principal dica que eu posso dar é:

  • Procure alguém que seja especialista em marketing médico

Isto é realmente muito importante, já que quando falamos de marketing médico temos diversas restrições e limitações por conta dos CRMs e CFM.

E aí, o que achou deste conteúdo Médico não dependa só do boca a boca e de convênios Se você ficou com alguma dúvida pergunte aqui nos comentários.

PS.: se você gostou deste conteúdo aproveite e compartilhe nos seus grupos de WhatsApp de Médicos. Pode ser que ajude outros colegas.

Posts Recentes